“Marketing de conteúdo não gera resultado”. Nós já ouvimos essa frase e, possivelmente, você também. Pode ser que em alguns casos esta afirmação seja verdadeira,  mas uma estratégia só é ineficiente quando há algo de errado com o planejamento ou com a execução dela.  Se você tem duvidado dos resultados da sua estratégia de conteúdo, vale se perguntar: como é a estratégia de conteúdo da sua empresa?

Para gerar resultado não basta apenas produzir, publicar e aguardar o retorno. É preciso planejar cada uma das ações, desenhar muito bem cada uma das personas e saber quais são os canais de distribuição adequados para alcançar seu público.

Mas vamos por partes! Listei aqui algumas perguntas para ajudar você a refletir sobre as ações que sua empresa toma para obter resultados com os conteúdos. Se você não souber respondê-las, talvez seja hora de repensar a sua estratégia.

1-Você tem objetivos bem definidos?

Afinal, por que você está fazendo marketing de conteúdo? Quais são seus objetivos? Quais são suas metas? Muitas empresas procuram estabelecer estratégias de marketing de conteúdo para aumentar o número de clientes ou construir autoridade no mercado. É este o seu caso?

Se você enxerga aonde quer chegar, conseguirá traçar o caminho que irá percorrer. Se não souber, o marketing de conteúdo pode acabar se tornando apenas um custo, e não um investimento.

2-Você conhece as necessidades dos seus clientes?

Não basta compartilhar conteúdos sobre o que você acha que interessa seus leitores. Você precisa ter certeza de que o conteúdo que produz é relevante para ele. Para que esse entendimento exista algumas questões devem ser analisadas:

Ouça o que seus clientes falam:

Os pontos de contato que você tem com seus clientes podem ajudar a descobrir quais são suas dores durante cada uma das etapas da jornada de compra. Por exemplo: as dificuldades que ele tem quando pede um contato com um consultor do comercial são diferentes das de quando ele está produzindo conteúdo já há 6 meses. Os questionamentos que ele traz em cada uma dessas etapas são um insumo valioso para entender qual é o ciclo da customer journey ele pode percorrer. É importante ajudar seus clientes a evoluírem com você. Se ele não enxergar os benefícios que você oferece, vai procurar uma solução para seus problemas em outro lugar.

Extraia informações das diferentes áreas da sua empresa

Como mencionado no tópico anterior, as dificuldades que o cliente tem ao longo da sua experiência com a empresa podem ser muito distintas. Reconhecer estes obstáculos é fundamental para oferecer soluções. Por isso, incentive todas as áreas da sua empresa a trazerem insights dos clientes e a refletirem sobre os melhores processos e soluções. Assim, vai ficar mais fácil orientar os clientes em suas diferentes etapas da jornada.

Esteja atento ao que chama atenção do seu público

Uma forma bastante objetiva de colher informações iniciais para embasar seus posts é observar quais são os conteúdos mais lidos do seu blog. Procure um padrão entre eles, entenda o que eles oferecem de especial para o seu público e tente produzir novos conteúdos que sigam esta mesma linha editorial.

Ajude seu cliente a identificar soluções para seus problemas

Esse é justamente um dos princípios do marketing de conteúdo: empoderar o cliente. Isso é bom tanto para a empresa quanto para o consumidor, já que quando o cliente conhece suas necessidades, terá ideias mais alinhadas com a proposta de valor da empresa (o que pode reduzir a taxa de churns). Além disso, a satisfação do cliente será maior, pois reconhecendo o problema, ele saberá avaliar por conta própria qual a melhor solução.

3-Você faz publicações periodicamente?

A periodicidade é essencial para criar uma relação com os leitores e potenciais clientes, para adquirir mais visitantes e para conquistar um melhor posicionamento nos buscadores. Por isso, sua empresa precisa ter um o calendário de postagens bem definido. Uma pesquisa da Hubspot mostra que as companhias, em geral, quase dobram suas oportunidades de vendas aumentando a frequência de postagens de 3 a 5 vezes por mês para 6 a 8 vezes por mês.

Mas mesmo que você faça apenas uma postagem por semana, é essencial pensar na frequência dessas postagens. Postar quatro conteúdos no mesmo dia e ficar três semanas sem postagens é bastante prejudicial para o seu ranqueamento.

Pense no seu programa favorito de televisão: você sempre planeja assistir aos  episódios inéditos, certo? O ideal é que o mesmo aconteça com os seus leitores. Se eles acessam seu blog periodicamente, é porque buscam conteúdos novos.

Dica: tenha sempre pelo menos um conteúdo pronto em stand by. No caso de imprevistos durante a produção, você conseguirá manter a rotina de postagens.

4-Como você distribui seus conteúdos?

Não basta deixar o conteúdo parado no blog. Você precisa divulgá-lo para atrair visitantes. Existem diversos canais e táticas de distribuição que auxiliam a divulgação dos conteúdos, como e-mail marketing, social posts nas redes sociais, pagamento social, comarketing, espaços gratuitos para divulgar seus conteúdos, mídia paga, dentre outras. O importante é você aumentar o alcance do seu conteúdo ao máximo, mas sem esquecer de analisar os canais que a sua persona utiliza.

Dica: nas redes sociais faça testes de publicações em diferentes dias e horários da semana para ver o que gera mais engajamento do seu público. Analise isso por meio do Google Analytics e do Facebook.

5-Você analisa seus resultados periodicamente?

De nada adianta você ter 76 métricas, não analisá-las e, consequentemente, não agir em cima delas. Portanto, defina seus objetivos e acompanhe as métricas que vão de fato ajudar a atingi-los. O bom é que, além de poupar tempo, você pode agir diretamente naquilo que está atrapalhando seu desempenho ou dar mais ênfase no que está trazendo resultados positivos.

Existem métricas que precisam ser acompanhadas diariamente, semanalmente e até mensalmente. Por isso, defina a periodicidade de acompanhamento e trace planos de ação para melhorá-las, quando necessário. Você pode utilizar o Google Analytics para gerar relatórios para análises. O importante é entender quais métricas fazem sentido no seu segmento e investir um tempo para checar a evolução que está tendo com as ações de inbound marketing.

6-Você já calculou o ROI?

Você sabe quanto gasta com marketing de conteúdo? Sabe quantos dos clientes que tem adquirido são provenientes da estratégia? Às vezes, pode parecer que os resultados não estão surgindo, mas, na verdade, é só uma questão de saber enxergá-los. Uma boa forma de calcular o ROI é usar uma planilha simples como esta.

7-Se você fosse investir em outra ação de marketing, qual seria?

O Marketing de Conteúdo é a forma mais barata de promover sua empresa online. Por meio dele, você cria um ativo valioso – o próprio conteúdo – e melhora o relacionamento com seus futuros e atuais clientes. Se você fizer uma propaganda pontual na televisão ou no rádio, ela pode render bons frutos, certo? Mas como você vai saber que os novos clientes provêm dessa ação? Além disso, ao parar o investimento, qual será o ativo resultante?

O blog é um ativo permanente da empresa. Você está criando algo que vai gerar retornos contínuos e permanentes. Por isso, valorize este investimento e trabalhe sempre para potencializar seu negócio através do marketing mais cool do Universo: o marketing de conteúdo!

Agora é hora de você responder essas perguntas! Sentiu alguma dificuldade? Tem alguma dúvida? Podemos ajudar: faça um diagnóstico gratuito do seu blog com nossos consultores!

Previous ArticleNext Article

This post has 3 Comments

3
  1. Pingback: Gerente de Conteúdo: 6 dicas do Harvey Specter que dão resultado – CONTÉM INFORMAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.