Você tem toda a infraestrutura, um orçamento confortável e uma razoável carta de clientes. Ao que parece, está tudo pronto para tirar do papel sua estratégia de marketing de conteúdo e começar a criar ativos que irão alavancar sua empresa. No entanto, falta um elemento essencial: a seleção do time de profissionais que irá lidar diretamente com a estratégia. E agora?

Bom, se você está pensando em aproveitar para economizar na folha dando um estágio de conteudista para aquele sobrinho CDF que ama escrever, pode esquecer essa ideia: simplesmente não há mais espaço para amadorismo num mercado cada vez mais competitivo como o do marketing de conteúdo.  Se você não sabe por onde começar para selecionar seu time, não se preocupe. Neste post, nós vamos te dar cinco ótimas dicas que irão te ajudar a escolher profissionais de primeira linha para estabelecer sua empresa no mercado. Confira:

5 competências necessárias a um redator freelancer

Não leve a mal. Seu querido sobrinho pode até apresentar um ótimo texto, mas ele precisará alinhar os conhecimentos sobre como fazer uma boa redação às noções sobre marketing de conteúdo e inbound marketing. Mais ainda, ele terá que se adaptar ao modelo dos blog posts escaneáveis, ou seja, dotados de intertítulos e CTAs, e precisará entender sobre SEO (Search Engine Optimization), incluindo no texto palavras-chave e link building, por exemplo. E então, viu só como não é tão simples como você imaginava?

Veja abaixo as competências necessárias de um redator para trabalhar na estratégia de marketing de conteúdo:

1. Bom texto: boa ortografia, gramática, solidez na argumentação e capacidade de pesquisa são atributos mais do que desejáveis.

2. Boa formação: você não quer contratar um redator preconceituoso, com ideias descabidas ou simplesmente pobres, não é?

3. Conhecimento sobre os conceitos: se o redator coçar a cabeça ao ouvir termos como personas, CTAs, leads, funil de vendas, jornada de compras, pode passar para o próximo da lista.

4. Idiomas: apesar de não ser um pré-requisito obrigatório, o domínio do inglês entra como um diferencial e tanto, até porque muito material de referência não apresenta a versão traduzida e plataformas, como a da Hubspot, possuem equipes técnicas que só se comunicam em inglês, oh my God.

5. Histórico: embora o marketing de conteúdo seja uma modalidade deveras democrática, aceitando profissionais oriundos de toda e qualquer área do conhecimento, é preciso saber como é o desempenho dele em termos de prazos, comprometimento, postura, etc., algo fácil de identificar pelas redes sociais, principalmente Facebook e LinkedIn.

Importância das certificações de Inbound Marketing 

No item anterior, citamos o conhecimento sobre os mais diversos conceitos como uma das competências necessárias para todo redator. Mas como um recrutador poderá avaliar o grau de conhecimento sem recorrer a testes específicos? Simples, a própria internet disponibiliza certificações (muitas delas gratuitas) em Inbound Marketing, Marketing Digital e Marketing de Conteúdo. Por exemplo, a Hubspot, referência mundial em Inbound Marketing, passou a oferecer a certificação em português há pouco tempo, facilitando o acesso às provas por parte de muitos redatores que tinham restrições com o inglês.

E para o redator que quer aprimorar ainda mais o seu currículo, a Hubspot oferece, ainda, certificações de designer e especialista na ferramenta da empresa, o que amplia a visão do redator sobre outros departamentos do seu campo de trabalho. Ah, sim, e como não falar da Contentools, líder no mercado de produção de conteúdo do Brasil? A Contentools não poderia ficar de fora dessa onda de geração de conhecimento e irá lançar a sua própria certificação em breve. É bom ficar bem atento!

Quantos redatores por produção são necessários

Essa é uma questão relativa, que vai depender de quantos conteúdos serão publicados por mês. O ideal é que cada conta/blog  tenha pelo menos um redator exclusivamente responsável pela produção de conteúdo e acompanhamento de resultados. É que, ao acompanhar diretamente cada passo da estratégia, bem como a performance dos posts no Google Analytics ou outra ferramenta de Data, o redator terá condições de apresentar relatórios mais assertivos e embasados.

No entanto, o redator encarregado da conta pode – e deve – contar com o auxílio de mais conteudistas, pois muitas vezes o volume de conteúdo é grande demais para uma pessoa só, como veremos a seguir.

Volume de produção mensal

Qual o volume de produção ideal para fomentar o marketing de conteúdo? Essa é uma questão que pega de jeito muitos gestores na hora do planejamento, que deve ser extremamente minucioso. Na verdade, não há um consenso em relação à quantidade ideal de artigos, blog posts e e-books a ser produzida, mas estudiosos da Hubspot chegaram à conclusão de que 2 posts por semana seriam o suficiente tanto para manter o público engajado quanto para manter um conteúdo realmente relevante, que de fato desperte interesse nas personas e motive o compartilhamento.

A Hubspot defende que, ao produzir mais do que 2 posts por semana, o redator incorre no sério risco de publicar conteúdo pouco qualificado – e, em se tratando de marketing de conteúdo, mais vale um post relevante que seja útil à persona do que 10 posts desinteressantes. Além disso, ela percebeu que sites/blogs que lançavam conteúdos diários performavam tão bem quanto os que mantinham o volume de 2 posts por semana. Logo, a pergunta que deve ser feita é: para que desperdiçar energia com algo que é desnecessário se você pode canalizá-la para outra parte da estratégia?

Negociação com os redatores

Algumas plataformas, como a da Contentools, permitem que as empresas negociem diretamente com os redatores. Por um lado, essa relação mais direta agiliza consideravelmente o processo, mas por outro, exige muito mais profissionalismo de ambas as partes para que o negócio não afunde logo no primeiro mês de estratégia. Abaixo, veja o passo a passo para uma negociação de sucesso:

1º passo: escolha um redator que compartilhe os valores da empresa ou, que pelo menos, tenha um perfil que se aproxime do seu tipo de negócio. Saiba que esse ponto chega a ser mais importante do que verificar se o redator tem experiência ou não, pois, ainda que ele seja “cru”, caso realmente se identifique com a proposta da empresa, ele se sentirá incentivado a dar o melhor de si, podendo até mesmo a contribuir com novas ideias para o produto/serviço.

2º passo: depois de ter escolhido o (s) redator (es), é fundamental que você verifique a disponibilidade deles para atender sua demanda. É uma forma de se precaver quanto aos redatores sobrecarregados de tarefas que fatalmente irão descumprir um prazo ou outro ou não terão condições de lhe dar a atenção necessária, o que naturalmente compromete a estratégia em curto prazo.

3º passo: apresente a sua estratégia e o que você irá demandar do redator em termos de conteúdo; é um conteúdo mais aprofundado, especializado, vai usar e-books, infográficos, white papers, qual o número de palavras habitual (500, 700, 1000, 1500, 2000), etc.

4º passo: determine o volume de entregas semanal, os prazos de cada post ou e-book, bem como se o contrato será por período indeterminado ou não.

5º passo: é hora de falar em preços. Caso feche um pacote com (X) posts e e-books, você poderá até pedir um desconto. Mas mais importante do que pechinchar até chegar a um preço justo para as duas partes é estabelecer se o pagamento se dará por depósito em conta, transferência bancária e se exigirá emissão de nota fiscal – um detalhe crucial, pois nem todos os freelancers dispõem de nota, o que automaticamente pode inviabilizar a negociação.

Por que usar a Contentools para selecionar seu time de redatores

Além de contar com content managers e headhunters com expertise para atender empresas de qualquer segmento do Brasil, a Contentools possui um banco constantemente atualizado com cenzenas dos profissionais de conteúdo mais gabaritados do país, escolhidos de acordo não só com a experiência, mas pela certificação de especialista de inbound marketing oferecida pela Hubspot, entre outras titulações igualmente importantes.

Em vez de perder tempo e dinheiro tentando achar o redator certo, saiba que a Contentools apresenta uma logística de primeiro mundo que poderá auxiliá-lo da forma mais eficiente possível a encontrar os profissionais mais adequados para a sua estratégia, intermediando todo o relacionamento entre você e os profissionais, inclusive os trâmites sobre pagamento, que em breve também será integralmente realizado por meio da plataforma – gerando mais conforto para todas as partes.

Agora que você está por dentro de todas as diretrizes para selecionar seu time de produtores de conteúdo, lembre-se de que você também vai precisar se empenhar para que os resultados desejados sejam alcançados. Nada de deixar o trabalho todo por conta dos redatores, pois não se trata de uma relação estritamente comercial, e sim de uma parceria que se inicia. Assim, todo feedback é bem-vindo no intuito de aumentar a qualidade do que está sendo escrito. Para que o Marketing de conteúdo efetivamente funcione, é preciso a participação de todos, desde os gestores, passando por conteudistas, designers e programadores, até chegar no time de vendas. Sim, apenas com uma contribuição coletiva sua estratégia decolará. Tá esperando o que para colocar esse avião chamado marketing de conteúdo na pista?

É importante lembrar que seu time pode contar com uma estrutura personalizada de profissionais, além de redatores você pode ter seu Content Manager, designer, editor, especialista de SEO, enfim, não só de redatores é formado seu time de conteúdo, o importante é que sua estrutura respeite as demandas da sua empresa com o melhor time possível!

E então, você tem mais alguma dúvida sobre como montar sua equipe de marketing de conteúdo? Compartilhe com a gente e nos ajude a ampliar esse debate. Ah, e não se esqueça de deixar o seu comentário!

Previous ArticleNext Article

This post has 2 Comments

2
  1. Artigo que ajuda e define como fazer para estruturar este canal de comunicação do conteudo do seu site e blog! muito bom !!

  2. Pingback: Gerente de Conteúdo: 6 dicas do Harvey Specter que dão resultado – CONTÉM INFORMAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.