No início da empreitada empreendedora, as dúvidas são diversas e a tomada de decisão é importantíssima para o sucesso do negócio. Contudo, nem sempre o empreendedor dispõe das ferramentas necessárias para analisar o contexto como um todo. Qual o preço correto do meu produto? Como devo me posicionar no mercado? Como organizo meu fluxo de caixa? Embora essas sejam questões comuns no dia a dia de qualquer empreendedor, muitas vezes elas ficam sem resposta devido à falta de experiência. É neste cenário que entra o papel do mentor.

Segundo um estudo da Endeavor, 74% dos empreendedores que passaram por um processo de mentoria tiveram sucesso no começo de seu negócio. Por este e por outros motivos, no post de hoje, iremos abordar o que é mentoria, qual o papel do mentor, qual a sua importância e o poder que ela tem para fazer com que o seu negócio atinja o sucesso. Vamos lá?

O que é mentoria?

A mentoria é uma forma da empresa trazer o conhecimento para dentro. Para entender melhor, pense no seguinte exemplo: quando você terceiriza uma atividade muito estratégica para os resultados da empresa, é imprescindível que você tenha controle sobre o processo, não é mesmo? Isso porque, se a empresa contratada tiver algum problema ou você tiver problemas com ela, a expertise adquirida irá embora a partir do momento que você cancelar o contrato. Isso não ocorre se você usa os serviços de consultoria ou mentoria e se empodera com a informação.

Se atualmente o marketing de conteúdo é um dos pilares principais da sua estratégia de marketing, vendas e até mesmo de gestão, é muito importante que você tenha conhecimento sobre as atividades relacionadas a ele, não é mesmo? A mentoria tem exatamente este papel: passar o conhecimento necessário para gerar o empoderamento.

E, exatamente por causa desse empoderamento gerado pelas mentorias, elas têm se tornado muito populares entre os empreendedores. Mas qual é realmente o papel da mentoria?

O papel da mentoria

Segundo o site Startupi, o mentor tem como objetivo provocar questionamentos, mas também contribuir com novas perspectivas e com sua expertise. Além disso, por seu vasto conhecimento, ele também compartilha informações relevantes sobre o mercado, sobre suas experiências e erros passados.

Sendo assim, a mentoria irá ajudar o empreendedor a minimizar os erros de gestão e a fazer planejamento estratégico, auxiliando na tomada de decisão de maneira sustentável e lucrativa para o negócio. Por ter experiência, o mentor sabe quais são os melhores caminhos a serem seguidos e já testou muitas opções, encurtando os testes a serem efetuados. Ele potencializa as chances do negócio dar certo e das decisões serem assertivas.

Hoje, na Contentools, por meio do nosso departamento de Customer Success, oferecemos mentorias de criação de personas, definição de objetivos, definição de jornada de compra, etc.

Se a sua empresa decidiu trabalhar com marketing de conteúdo, é muito importante que você entenda a estratégia adotada, compreenda como se constrói uma persona e que elabore uma jornada de compra assertiva. Há diversas agências que fornecem esse tipo de serviço. Contudo, aqui na Contentools prezamos pelo empoderamento do cliente: você no controle da gestão de sua estratégia de conteúdo. Afinal, quem melhor do que você para compreender o seu negócio e fazer rodar sua estratégia?

O mentor é uma figura estratégica dentro da tomada de decisões do negócio e, naturalmente, sua figura está sendo muito valorizada entre os empreendedores. Com a mentoria, você recebe o empoderamento necessário para conseguir executar certas atividades com conhecimento, sem necessariamente precisar terceirizar a atividade.

Qual a importância da mentoria?

A mentoria, em linhas gerais, é uma forma de se relacionar. Esse relacionamento, por sua vez, gera troca de conhecimento. Você explica suas dores e necessidades e, em troca, por exemplo, a Contentools te ensina a montar sua buyer persona, a separar as principais temáticas, definir as palavras-chave, OKRs e métricas, além de toda estratégia de conteúdo (produção, prazos e time) e um plano de ação.

Segundo a Startup Genome Project, por exemplo, as startups que passam pelo processo de mentoria estão sete vezes mais propensas a conseguir levantar o dinheiro de investimento necessário para fazer o seu negócio andar e têm três vezes mais chances de ver o número de usuários interessados em seus produtos e serviços crescer.

O motivo? Você, tendo o conhecimento necessário para executar as atividades e se tornando mais empoderado, possui mais credibilidade e autoridade para ir atrás do que precisa.

A mentoria auxilia os empreendedores a gerir sua autoaprendizagem, a compreender melhor o mercado em que estão inseridos, a amadurecer suas ideias de modelo de negócios e a melhorar seu desempenho em busca de resultados.

É uma troca voluntária entre mentor e empreendedor, mas que só ocorre quando há empatia e sinergia entre as partes. Ou seja, é preciso haver benefícios para ambos. Mas, que benefícios são esses?

Os benefícios da mentoria

Para o empreendedor, os benefícios são muitos. Contudo, vamos citar alguns deles:

Aprendizagem: aprender com quem está disposto a ensinar e entende do assunto é o melhor que pode acontecer, principalmente para quem está começando sua jornada como empreendedor. Dúvidas sobre planejamento de conteúdo e jornada de compra são muito comuns, e são apenas alguns dos benefícios dessa aprendizagem. Na verdade, ela vai muito além, pois empreender é praticamente um estilo de vida e quem é orientado tem a possibilidade de entender o “caminho das pedras” da consultoria em que está inserido.

Compreensão de modelo de negócio: com um mercado cada vez mais competitivo e consumidores cada vez mais exigentes, a compreensão de modelo de negócios é fundamental. A mentoria capta o valor do seu negócio e te ajuda a transparecê-lo em seus conteúdos, na voz da empresa e nas temáticas escolhidas.

Amadurecimento: todo processo de aprendizagem gera amadurecimento. Aprender com os erros, aprender com testes e aprender com o mentor gera um amadurecimento em relação a si mesmo e ao seu próprio negócio que é imensurável. Você consegue ampliar sua visão sobre modelo de negócios e compreender como utilizar os players do mercado a seu favor, entende as dores do seu cliente e como a sua solução realmente pode auxiliá-los.

Aumento do desempenho: por estar mais consciente de tudo ao seu redor, o seu desempenho também aumenta. Você tem alguém para te apoiar e te incentivar e, acima de tudo, te manter com o foco em resultados e tomada de decisões assertivas. As decisões são essenciais para o sucesso do negócio e, muitas vezes, precisam ser tomadas com a agilidade que só um mentor possui.

Ganho de expertise: ao passar pelo processo de mentoria, você também ganha expertise em seu próprio negócio. Afinal, ninguém irá saber mais do seu modelo do que você mesmo. O conhecimento adquirido possibilita que você cresça como profissional e amadureça suas ideias.

Economia: a mentoria é uma escolha muito mais barata se compararmos com a opção de contratar uma agência, por exemplo, para te ajudar a realizar esse planejamento de estratégia e jornada. Você tem um mentor à sua disposição para tirar as dúvidas mais básicas e te mostrar os caminhos mais curtos, mais baratos, mais produtivos e certeiros.

Otimização de recursos: por ter alguém te auxiliando na tomada de decisão, a otimização de recursos acontece de forma natural. Você não cometerá erros de principiante, pois o seu mentor estará lá para te amparar e isso te economizará recursos financeiros e de pessoal também.

Para o mentor, por outro lado, os benefícios dizem respeito à satisfação pessoal, profissional, a um melhor desempenho no trabalho e ao aumento de sua rede de contatos e relacionamentos, além de um maior reconhecimento e empoderamento.

Como tirar maior proveito de um processo de mentoria?

Seja claro sobre sua proposição de valor: se você quer um mentor, precisa ter claro quais são as suas dúvidas. Para isso, precisa ter em mente qual o seu produto, qual a solução que ele propõe, para quem se destina e que valor você está trazendo. Mesmo que você esteja equivocado em suas considerações, é importante listar e separar tudo para a hora de sua mentoria. Contudo, tente resolver primeiro por si próprio essas questões, só assim as dúvidas aparecerão e o papel do mentor terá um efeito mais assertivo. Tendo essas respostas, na hora de elaborar sua buyer persona e sua estratégia, tudo se tornará mais fácil e mais claro tanto para você quanto para o seu mentor.

Gerencie as expectativas sobre o processo de mentoria: ao iniciar qualquer tipo de processo de facilitação e orientação, é preciso deixar claro quais são as expectativas. O mentor é uma pessoa experiente e imparcial. Sendo assim, você precisa ter em mente aonde quer chegar e utilizar as dicas recebidas como uma orientação para sua tomada de decisão, que é justamente o objetivo final de qualquer mentoria.

Este post foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários!

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.