Não há dúvidas que todos querem ter seu negócio na primeira página do Google e, se possível, no topo da lista. Estar na segunda ou terceira página é, talvez, estar tão escondido quanto estar na página 10.

Apesar de se falar bastante em como se posicionar, é necessário separar o joio do trigo e saber o que é verdade e o que é mito. Listamos 10 mitos sobre o SEO, ou “Search Engine Optimization”, para você entender melhor. Confira:

O que é mito em SEO

Mito 1: SEO é otimização para o Google

Na verdade… O Google é o gigante dos buscadores e a maioria das pessoas não vive sem ele. Mas [tweetable alt=””]o mais importante no momento de otimizar o seu site é pensar no seu público[/tweetable] e em como ele faria para encontrar respostas às dúvidas deles, a cada momento do processo de compra. Você pode estar perdendo uma grande quantidade de clientes se continuar pensando apenas nos mecanismos de busca ou em quando seu cliente estiver no fundo do funil, ou seja: no momento da decisão de compra em si. Nessa hora, ele já percorreu um longo trajeto e você deveria ter sido o parceiro dele até ali.

Mito 2: SEO faz milagres

Na verdade… Não existe milagre na internet. O que existe é resultado com muito trabalho. Se você acha que do dia para a noite vai ganhar milhares de visitas em seu site, está muito enganado. Adquirir um melhor posicionamento no Google é resultado de um processo, que envolve palavras-chaves, conteúdo, otimizações on-page e mais. Não se trata de uma mudança pontual. Também vale ressaltar que trapaças são penalizadas. Aliás, o algoritmo do Google está sempre sendo atualizado e é cada vez mais punitivo com sites e blogs que adotam truques que vão contra a política deles – que tem foco no usuário e no engajamento dos leitores.

Mito 3: o SEO somente funciona com sites

Na verdade… O posicionamento online é muito maior do que apenas sua página na internet. Criar blogs para gerar conteúdo, usar as redes sociais para viralizar e quanto mais as pessoas falarem do seu negócio, seja em comentários no blog ou por meio de likes na sua fanpage, melhor será a sua posição nos buscadores. Este fato nos leva a outro mito…

Mito 4: só se faz SEO uma vez

Na verdade… Como falamos antes, quanto mais você for citado na web, melhor. Então, não reduza a atuação do seu marketing digital em uma página estática na internet ou a uma fanpage isolada. As mídias sociais criam mais interação, é verdade, mas por isso mesmo as redes devem ser usadas como um canal. É altamente recomendável gerar conteúdos de qualidade, sempre! Publique com frequência e disciplina, em um blog ou portal de domínio próprio. O resultado virá com o tempo e a dedicação contínua.

Mito 5: quanto mais páginas o site tem, melhor será a posição dele

Na verdade… Nem oito, nem oitenta. Atualmente, e seguindo a tendência, o que importa é qualidade e não quantidade. De nada adianta ter um site com 50 páginas com conteúdos duplicados ou, ainda pior, copiados de outros sites? Os buscadores têm mecanismo para detectá-los. Assim como mostramos no item 2, você pode ser penalizado e, não aparecerá em nenhuma resposta a buscas feitas no Google, por um bom tempo. O importante é que seu site tenha um sitemap (organização de páginas) e que o visitante consiga navegar entre os conteúdos de seu interesse com facilidade. Desta maneira, organizar artigos em categorias ajuda o leitor a visualizar mais páginas, a aumentar o tempo de permanência em cada uma delas e a diminuir o Bounce Rate, ou seja, o volume de cliques nos ícones x<- (fechar ou voltar).

Mito 6: links everywhere!

Na verdade… o link building é um dos principais critérios de avaliação do buscador. Por isso a dica é tentar sempre hiperlinkar conteúdos relevantes que estejam realmente alinhados ao assunto tratado. E não somente para o seu site, mas como forma de criar relacionamentos com outros sites e blogs do seu mercado de atuação. Porém…

Mas… Se você acha que encher suas páginas de links vai ajudar, está enganado. Ao fazer isso, não só poluirá visualmente a sua página como pode ser tachado pelos buscadores de spammer. Isso mesmo, o spam é motivo para você ser banido. Então, fique ligado!

Mito 7: o tempo que seu domínio está na internet contribui para o SEO

Na verdade… Mais ou menos. Se você estiver na internet há 20 anos com conteúdos sem qualidade, isso nada ou pouco adianta. Pode ser que um site com domínio bem mais recente e com conteúdo de qualidade, publicações frequententes e melhor relacionado (com links feitos por outros sites), esteja muito melhor posicionado pelos buscadores.

Mito 8: quanto mais usar palavras-chave, melhor

Na verdade… Antes, acreditava-se que quanto mais você repetisse uma palavra-chave em um post, melhor seria para o seu posicionamento online. Hoje, sabe-se que isso é mito. Não existe porcentagem para definir a quantidade de palavras. O ideal é que a palavra represente o assunto principal do artigo e seja repetida em volume suficiente para a compreensão do conteúdo. Se a repetição for excessiva, os robôs do buscador poderão desqualificar o site de origem.

Mito 9: preciso enviar meu link para os buscadores

Na verdade… Isso era necessário quando a internet ainda engatinhava e o principal buscador era o Cadê? (talvez você nem lembre ou não conheça, faz tempo…). Fazer isso em dias de Google é perda de tempo.

Mito 10: SEO é grátis

Na verdade… A única maneira de pagar para ser melhor posicionado em mecanismos de busca é através de Adwords (os anúncios do Google). Mas nesse caso, quando você para de pagar, para de aparecer também. Outra maneira de ser encontrado é produzir conteúdo, melhorar o layout e a estrutura do seu site, além de manter a frequência de publicações de materiais relevantes. Mas isso também tem um custo e você precisará dedicar tempo ou contratar a ajuda de um parceiro especializado em conteúdo. O resultado é que sua empresa terá um ativo perene: posts que aparecerão nos resultados orgânicos das buscas e que ganharão relevância ao longo de muito tempo.

Você conhece outros mitos envolvendo SEO? Conte para a gente nos comentários e vamos desvendá-los juntos!

Previous ArticleNext Article

This post has 5 Comments

5
  1. Uma questão sobre o Mito 3: por tudo o que já li sobre SEO, me parece que buscadores – como o Google – “não enxergam” dentro das redes sociais. Talvez encontrem sua página, mas não suas postagens.

  2. Pingback: Metas para 2015: como obter mais resultados com o marketing de conteúdo - MARKETING DE CONTEÚDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.