A Contentools agora é GrowthHackers Workflow.
Veja mais: https://growthhackers.com/workflow

Growth Hackers
facebook

O Facebook é uma plataforma que precisa estar presente na sua estratégia de conteúdo. De fato, a premissa do Facebook sempre foi diferente, tendo como objetivo permitir que as pessoas tenham conversas significativas, sejam informadas e ligadas entre si. A geração Millennials cada vez mais quer compartilhar e discutir ideias a partir de notícias. Por isso, o Facebook quer ter a certeza de que a sua plataforma é um ecossistema de notícias saudável ​​e jornalismo próspero.

Nesse sentido, recentemente a empresa anunciou um novo programa para estabelecer laços ainda mais fortes entre ela e a indústria de notícias. Agora, o Facebook passará a colaborar com organizações de notícias para desenvolver produtos, aprender com os jornalistas sobre como ser um parceiro melhor e trabalhar com editores e educadores sobre como podem equipar as pessoas com o conhecimento de que precisam para que elas sejam leitoras informadas na era digital. O nome desse programa é “Projeto Facebook Journalism”.

Como o Projeto Facebook Journalism funcionará?

O Facebook Journalism funcionará de três maneiras:

1) Desenvolvimento colaborativo de produtos de notícias

O Facebook acredita que para servir melhor às necessidades dos seus usuários e de seus parceiros, precisa trabalhar em conjunto para desenvolver produtos. Por esse motivo, a plataforma passará a colaborar ainda mais com as organizações de notícias de uma forma abrangente, conectando suas equipes de produtos e engenharia para que possam construir juntos as fases iniciais do processo de desenvolvimento do produto. É o desenvolvimento colaborativo. Neste cenário, teremos:

Novos formatos de narração. A verdade é que as preferências de consumo de notícias dos usuários evoluíram, e é fundamental trabalhar em conjunto para descobrir quais são os novos formatos que atraem e ajudam as pessoas a se manterem informadas.

Nesse sentido, o Facebook Journalism pretende trabalhar com os parceiros a fim de desenvolver alguns formatos atuais, como: Live, 360, Instant Articles, etc. A plataforma acredita que assim conseguirá atender melhor às suas necessidades e trabalhar com seus parceiros na construção de novos formatos de narração.

O Facebook Journalism quer que os editores sejam capazes de, por exemplo, apresentar pacotes de histórias para os leitores mais engajados no Facebook e já começou a trabalhar com os parceiros buscando a melhor maneira de fazer isso. Esse pacote será testado utilizando artigos instantâneos, para que assim os leitores possam ver várias histórias ao mesmo tempo de suas organizações favoritas. O teste ainda é embrionário, mas o Facebook Journalism promete entregar um ótimo produto para seus usuários.

Notícias locais. O segundo ponto é fazer das notícias locais o ponto de partida para o grande jornalismo. Ou seja, reunir comunidades em torno de questões das quais elas estão próximas.  O Facebook Journalism está interessado em explorar o que é possível construir com seus parceiros a fim de apoiar as notícias locais e promover a mídia independente. Apesar de ainda estar no estágio inicial, a plataforma quer obter o máximo de contribuições de redatores e jornalistas para trabalhar em conjunto em novos moldes de notícias locais no Facebook.

Modelos de negócios emergentes. Essa é considerada uma área-chave no desenvolvimento colaborativo. Muitos dos parceiros do Facebook colocaram uma ênfase no crescimento de seu funil de assinatura, e o Facebook Journalism quer explorar novas formas de apoiar esses esforços. Este mês, por exemplo, a equipe de Engenharia do Facebook, em colaboração com a equipe de engenharia da organização de notícias alemã BILD, lançará um teste para explorar ensaios gratuitos para leitores engajados, o Instant Articles. Este é o tipo de trabalho que o Facebook Journalism quer fazer. Nesse sentido, a plataforma continuará a trabalhar opções de monetização para parceiros, como a expansão do teste de anúncios ao vivo para um grupo mais amplo de parceiros e a exploração de intervalos de anúncios em vídeos comuns.

Hackathons (Maratonas de programação). Essa é uma das mais antigas tradições do Facebook. O que significa? Seus engenheiros fazem uma pausa no trabalho diário para explorar novos problemas e soluções técnicas. O Facebook irá lançar um programa global onde seus engenheiros irão hospedar sessões com desenvolvedores de organizações de notícias para colaborar e identificar oportunidades e soluções rápidas por meio da programação.

Continuando a ouvir. O Facebook tem o comprometimento de se encontrar regularmente com os parceiros de mídia e editoriais a fim de fazer um esforço ainda mais concentrado. Acontecerão novas rodadas de reuniões com editores nos EUA e na Europa. Além disso, o Facebook irá expandir essa turnê de reuniões ao redor do mundo ao longo do ano. Ele irá hospedar muitos de seus parceiros globais na F8, a conferência anual do Facebook na Bay Area, e continuará patrocinando importantes conferências de jornalismo, incluindo a Conferência de Conteúdo Digital em janeiro e o Festival de Jornalismo de Perugia, na primavera.

2) Treinamento e Ferramentas para Jornalistas

Treinamento. Além do treinamento de redação que o Facebook oferece atualmente, a empresa irá conduzir uma série de cursos de e-learning sobre produtos, ferramentas e serviços para jornalistas. O objetivo é expandir esses treinamentos para novos idiomas e lançar um curriculum vitae para jornalistas em parceria com a Poynter nos próximos meses.

Para isso, o Facebook visitou periodicamente salas de redação para aprender, compartilhar e hospedar jornalistas de todo mundo a fim de discutir as melhores práticas e descobrir informações sobre sua plataforma, distribuição de trabalho no Facebook e envolvimento e criação de audiência em torno de seus relatórios. No futuro, pretendem fornecer treinamento em escala para as redações locais através de colaborações com a Fundação Knight, a Cooperativa de Jornalismo de Detroit, o Instituto para Notícia Sem Fins Lucrativos, o Local Independent News Online (LION), o Instituto de Jornalismo em Novos Meios, o Centro de Meios Cooperativos da Montclair State University e outros.

Ferramentas. O Facebook adquiriu o CrowdTangle que, basicamente, é uma ferramenta de inventar histórias, medir seu desempenho social e identificar influenciadores. Ele se tornará gratuito para os seus parceiros.

Como o Facebook percebeu que os jornalistas estão cada vez mais utilizando o Facebook Live para encontrar, compartilhar notícias e se conectar com o seu público, ele decidiu construir mais ferramentas para ajudá-los a utilizar o Live para relatar e descobrir notícias de maneira mais fácil. Nesse sentido, lançaram a capacidade de os administradores da página designarem jornalistas específicos como contribuintes, e também a capacidade de se tornarem Live em nome da página, uma mudança projetada para tornar esses relatórios mais flexíveis para as salas de redação.

No futuro, eles pretendem dar aos perfis essa “flexibilidade” que a Live proporciona às páginas. Assim, os jornalistas poderão utilizar seu equipamento profissional para entrar ao vivo. Essa é uma maneira simples dos jornalistas acompanharem como está o desempenho de seus vídeos públicos em seus perfis do Facebook.

Ajudando o jornalismo colaborativo. Basicamente, isso significa que pessoas que carregam vídeos e imagens durante notícias e eventos de última hora se tornarão fontes poderosas e importantes para os jornalistas. O Facebook se tornou membro da First Draft Partner Network, uma coalizão de plataformas e mais de 80 editores, que trabalha em conjunto para fornecer orientação prática e ética sobre como encontrar, verificar e publicar conteúdo originário da web social. Nesse sentido, o Facebook se compromete a ajudar seus parceiros a estabelecer uma comunidade de verificação virtual.

3) Treinamento e Ferramentas para Todos

O Projeto Facebook Journalism pretende não só apoiar o jornalismo, mas também encontrar novas maneiras de ajudar as pessoas a encontrar informações para que elas próprias possam fazer escolhas inteligentes sobre as notícias que leem e assim poderem ter conversas significativas sobre seus assuntos de interesse – um dos principais objetivos da plataforma. Boa parte disso será feito com a parceria de jornalistas e outra parte com educadores e pesquisadores. Para isso acontecer, ocorrerão reuniões com organizações de notícias globais, e o Facebook apoiará projetos existentes e novos para inovação e pesquisa. As principais áreas de foco serão:

  1. Promover o letramento midiático. Ou seja, o Facebook trabalhará com organizações para entender melhor e promover o letramento de textos jornalísticos tanto dentro quanto fora da plataforma para assim ajudar as pessoas da comunidade a terem as informações que precisam para tomar decisões com base em fontes confiáveis. A Escola Walter Cronkite de Jornalismo e Comunicação de Massa da Universidade Estadual do Arizona já faz um bom trabalho nessa área, e o Facebook planeja se reunir com especialistas para decidir quais as novas pesquisas e projetos serão financiados. No curto prazo, irão trabalhar com o Projeto News Literacy para produzir uma série de anúncios de serviços públicos (PSAs) para ajudar a informar as pessoas no Facebook sobre essa importante questão. O objetivo a longo prazo é apoiar organizações jornalísticas com projetos e ideias que visem melhorar o letramento midiático, incluindo subsídios quando necessário.
  2. Continuar os esforços para refrear notícias enganosas. O Facebook anunciou recentemente seus esforços para reduzir propagandas de fraudes de notícias e incluiu maneiras para as pessoas denunciarem essas ações com mais facilidade. Além disso, a plataforma também está continuando seus esforços no sentido de interromper os incentivos financeiros para os spammers e lançou um programa para trabalhar com organizações de verificação de fatos de terceiros que são signatários do Código Internacional de Verificação de Princípios de Poynter para identificar fraudes no Facebook.

Você já sabia dessa nova funcionalidade do Facebook para Jornalistas? Já conhecia o projeto Facebook Journalism? Conte para gente sua opinião!

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.