Expo Fórum de Marketing Digital 2017

Nos dias 30 e 31 de agosto a Digitalks promoveu pela 4ª vez o Expo Fórum de Marketing Digital, anunciado como o principal evento de marketing digital do Brasil. Nesta edição, o evento contou com 4 palcos promovendo conteúdos simultaneamente, destacando profissionais de empresas como Google, Facebook, LinkedIn, IBM, Whirlpool, Accenture Digital, Universal Pictures, Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, entre outras.

Os diversos ambientes foram, possivelmente, o principal trunfo nesta edição do evento. Cada participante pôde traçar sua jornada de acordo com sua área de atuação, nível de conhecimento e até mesmo interesse, fazendo com que cada um tenha tido uma experiência única.

Diversidade de palcos possibilitou que o participante customizasse sua agenda.

A experiência do participante também foi preenchida pela feira de negócios, a qual contou com dezenas de expositores. A grande sacada foi mesclar os auditórios com as feiras de negócios, ao invés de isolar estes ambientes. Dessa forma, a circulação de pessoas ocorria em meio aos estandes das empresas parceiras, fazendo com que o congressista acompanhasse a movimentação e visitasse a feira no intervalo das palestras.

Stand da Contentools e a CEO Emilia Chagas.

 

Falando das palestras, elas abrangeram um grande escopo de marketing digital, satisfazendo analistas, gerentes, diretores, consultores, professores, designers, desenvolvedores e muitas outras figuras presentes no mercado.

Todos os anos, entretanto, algumas tendências se sobressaem e acabam se destacando em meio à enxurrada de conteúdos. Listo abaixo os três principais tópicos discutidos no evento e as principais contribuições dadas pelos palestrantes.


Growth Hacking

O termo provavelmente não é novidade para heavy marketers. Muitas pessoas, porém, ainda estão conhecendo a metodologia e, com isso, ela tem ganhado muito espaço em congressos e eventos. O growth hacking é uma estratégia de crescimento orientada a experimentos, que busca encontrar de forma constante as melhores táticas de desenvolvimento, acompanhando indicadores de resultado.

No Expo Fórum de Marketing Digital 2017, as sessões foram divididas em duas frentes:

  • Palestras que buscavam contextualizar e sanar dúvidas sobre o tema;
  • Palestras com o objetivo de compartilhar experimentos já realizados.

Na primeira frente, Vitor Souza Ferreira, Growth Hacker da Octadesk, clarificou diversos pontos no palco ao abordar o tema. Uma confusão frequente entre os iniciantes no tema é entender a diferença entre growth hacking e marketing digital.

Vitor explicou – o marketing normalmente é encarregado de duas missões: awareness (“percepção”) e aquisição, ou seja, promove um produto/serviço e obtém novos clientes. O growth hacking, além desses dois pontos, atua também na ativação e retenção dos clientes, no faturamento e recorrência da empresa e, por fim, na escalabilidade do negócio.

Sujan Patel foi possivelmente quem mais contribuiu na segunda frente. Durante sua palestra, Patel desmistificou a sensação de “complexidade” em torno do tema, contando um pouco da sua rotina de atuação e explicando como um growth hacker torna-se eficaz quando decide o que NÃO fazer, focando nas estratégias que trarão mais resultados.

Como um profissional dessa área pode atuar em diferentes gargalos, é comum se perder em diversos experimentos que trarão pouco resultado e que tirarão seu foco.

Neste ano, houve quatro momentos no evento dedicados diretamente ao tema de growth hacking, envolvendo ao todo nove profissionais do ramo.

Marketing de Influência

O novo fenômeno na publicidade é praticamente um filho das redes sociais. Engana-se, porém, quem pensa no marketing de influência apenas como o patrocínio de produtos a blogueiros do Instagram; ele vai muito além, permitindo que marcas conectem-se com públicos extremamente nichados, por meio de uma voz forte que converse com essas pessoas – a figura do influenciador. Jerome Amoudruz, da empresa francesa Kwanko, discursou sobre a ascensão dos influenciadores e o potencial mercado por trás deles.

O tema está em alta no cenário de marketing digital, tornando-se assunto central de seis palestras específicas, além de ser citado no meio de conversas sobre outros temas. Dentre essas palestras, destaco o talk show envolvendo Armindo Ferreira, blogueiro de tecnologia, Ariel Alexandre, CMO da Celebryts e Nayara Ruiz, Gerente de Social Media do Bradesco. A abordagem desse bate-papo foi direto à dor: mensurar o retorno dos investimentos em ações de marketing de influência e, com base nisso, escolher o influenciador certo para conversar com seu público. Fugiram do lugar comum e abordaram o tema sob a ótica da limitação de recursos, além da necessidade de mensurar corretamente o ROI.

Confira aqui um pouco sobre os benefícios do marketing de influência para sua estratégia de conteúdo.

Transformação Digital

A transformação digital também foi tema central do Expo Fórum de Marketing Digital. Martha Gabriel, renomada consultora digital, foi uma das palestrantes que puxou esse assunto no evento. No primeiro dia, abordou o tema falando dos principais desafios que enfrentaremos com a tecnologia nas empresas e por quais impactos o mercado passará nos próximos anos.

No segundo dia de evento, e acompanhada por Paulo Arruda, diretor de publicidade digital d’O Estado de São Paulo, Martha falou novamente sobre a transformação digital sob o aspecto da mudança, abordando a evolução de mindset dentro das organizações, a gestão de pessoas, a cultura das empresas e muito mais. Ambos os keynotes foram extremamente relevantes e serviram para abrir os olhos do público presente.

Outro ponto positivo no evento foi o espaço dado para se discutir transformação digital em alguns segmentos específicos, permitindo um aprofundamento maior no tema e trazendo ao público cases de grandes empresas.

Um exemplo disso foi a special track intitulada “Transformação Digital: como a cultura de dados auxilia o banco Itaú na experiência com o cliente”, liderada por Fábio Rodrigo Reis de Oliveira (Itaú) e com a participação de Marcelo Trevisani e Renata Feltrin (CI&T, parceira do Itaú). Fábio abriu o funcionamento da parte digital do banco Itaú, explicando as principais iniciativas e destacando a preocupação da equipe em manter uma cultura data driven (e a dificuldade em disseminá-la).

Um outro estudo de caso interessante em transformação digital foi trazido na palestra com Almir Silva, Gerente de Marketing Digital na América Latina da BASF, empresa líder mundial no setor químico. Apesar de atuar no marketing, Almir destacou que o trabalho com tecnologias digitais acabou extrapolando o departamento de marketing, e exemplificou como a BASF fez isso dentro do ramo de agricultura.

Almir Silva chamou de “agricultura de precisão” a metodologia utilizada pela empresa, com tecnologias inovadoras que permitiram sanar ou reduzir os principais desafios enfrentados na agricultura: imprevisibilidade climática, controle de doenças ou pragas e gestão de mão de obra no campo. Utilizando-se do plantio direto, da conectividade no campo e da mecanização da produção, a BASF conseguiu aumentar consideravelmente a quantidade de sacas produzidas por hectare.

Fazendo um paralelo à palestra do Itaú, Silva apontou que a quantidade de fintechs (startups no mercado financeiro) é absurda, pois temos várias empresas para cada tipo de solução, enquanto as agtechs (startups no mercado de agricultura) ainda estão surgindo, mas deverão ganhar força nos próximos anos.

Opinião final

O Expo Fórum de Marketing Digital 2017 está se consolidando no mercado como um dos principais eventos do ano para profissionais de marketing e entusiastas do tema. A variedade de palestrantes, a presença de empresas renomadas no mercado e a possibilidade de acompanhar debates de diversos temas agregam demasiadamente à experiência do participante e fazem com que os dois dias de evento passem voando (eu, particularmente, precisaria de uns três dias para acompanhar tudo que gostaria).

No fim das contas, fica o sentimento de “quero mais”. Ah, e uma última dica: o pré-lançamento da edição 2018 já está rolando – ingressos com 80% de desconto para quem participou do evento em 2017 (saiba mais). Oportunidade incrível!

Nos vemos em 2018! 😉

Este texto foi produzido por Eduardo WolkanAdministrador por formação, entusiasta de marketing e tecnologia por opção. Há mais de cinco anos envolvido em estratégias digitais, já desenvolveu projetos de marketing digital para empresas como ENGIE, Mormaii, RBS TV, Carmen Steffens e VTEX. Atualmente, é colunista do TransformaçãoDigital.com, portal dedicado à discussão sobre inovação e seus impactos na sociedade.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.