redes sociais

Ter uma estratégia de marketing digital não é mais um diferencial. É uma necessidade. Quase uma obrigação para qualquer empresa. Não apenas porque grande parte da população está online, acessando redes sociais. Mas também pela facilidade e o baixo custo de implantação de estratégias em mídias digitais.

Como sei que você deve gostar de ver alguns números e dados, convido a dar uma olhada neste estudo recente feito pelo Hootsuite e pelo We are Social, que trouxe algumas informações importantes sobre como o mundo todo está cada vez mais conectado:

  •         Mais da metade do planeta agora usa um smartphone;
  •         Quase dois terços da população mundial tem agora um celular;
  •         Mais de metade do tráfego da web mundial vem de telefones celulares;
  •         Um em cada cinco indivíduos do mundo fez compras online nos últimos 30 dias.

E falando mais precisamente sobre as redes sociais, já somos mais de 2,5 bilhões de usuários ativos, como mostram os dados do Global social media research summary 2017. Ou seja: Não tem desculpa para não estar no mundo online hoje em dia.

Porém, não é só porque estar nas redes sociais é fácil e rápido que devemos sair por aí criando contas em tudo quanto é lugar. Criar uma rede social para a sua empresa é como botar um filho no mundo. E você não quer colocar um filho no mundo para deixa-lo abandonado por aí, não é mesmo? Se você quer ser um bom pai e encher de carinho e cuidados os seus filhos, continue lendo.

É tipo mídia offline, só que online

Se você já precisou investir também em mídia offline, deve saber que cada uma tem a sua particularidade. Rádio, jornal, tv, carro de som, material de PDV, brindes. Cada um atinge determinado público, de determinada maneira. São infinitas possibilidades, com diversos estilos de comunicação e diversos níveis de investimento. As redes sociais funcionam do mesmo jeito. Ainda que o meio seja o mesmo, a internet, cada uma atinge um público diferente e requer uma abordagem única.

Aqui, neste mundo digital, uma das principais moedas é o tempo. Como muitas redes sociais são grátis, você pode começar suas estratégias sem dispender nenhum dinheiro. Mas vai precisar de muito tempo para planejar, gerenciar, interagir, mensurar e repetir todo o processo. Na internet, time is money!

Então economize tempo. Planeje!

Você pode começar o seu planejamento com algumas perguntas e análises rápidas.

Quais redes sociais eu tenho à disposição?

As mais acessadas hoje, por ordem de usuários ativos, como você viu no estudo do Social Media Research Summary 2017, são:

  •         Facebook – 1,8 bi
  •         Whatsapp – 1 bi
  •         Facebook Messenger – 1 bi
  •         QQ e  WeChat  – 850 mi
  •         Qzone e Instagram – 600 mi
  •         Tumblr – 550 mi
  •         Twiiter – 317 mi
  •         Pinterest – 150 mi
  •         Linkedin – 106 mi

Dá pra notar que algumas das redes sociais com os maiores números de usuários ativos não são conhecidas por nós. QQ, WeChat e Qzone aparecem como intrusas e até a frente de redes sociais queridinhas por nós, como Instagram, Twitter e Linkedin.

Como cada uma funciona?

Agora que você sabe quais existem, precisa, pelo menos, entender o funcionamento daquelas que são mais comuns na sua região. Nós, que vivemos em terras tupiniquins, utilizamos principalmente o Facebook, Whatsapp, Youtube, Instagram, Twitter, Snapchat e Linkedin para fins profissionais. Por fora ainda correm serviços como Tumblr, Pinterest e SlideShare, que podem ser usados de formas criativas na divulgação de conteúdo.

Como você já deve ter entendido, cada uma é única e funciona de forma diferente. Agora é que entra a sua inteligência para analisar as diferenças entre cada uma e como podem servir para o seu negócio. E se você precisa de ajuda nisso, a internet está aqui pra isso. Você pode ver este conteúdo aqui, que explica um pouco mais sobre cada rede social, seu público, estilos de publicação e potencialidades.

Quer mais? Eu escrevi alguns artigos em meu perfil no Linkedin que falam especialmente sobre o Facebook. Já dei 5 dicas bem básicas pra quem tá começando a investir em marketing nesta rede social, também já expliquei melhor sobre a importância de programar e saber quais os melhores horários pra fazer as postagens e já mostrei um pouco de como é difícil manter uma página e lucrar com ela.

Aqui no blog da Contentools também tem ótimos artigos que podem te ajudar ainda mais, como este que explica como tirar maior proveito do seu Instagram, este que mostra como a foi possível aumentar o tráfego no twitter da Contentools em 165% e outro que ensina como aplicar o marketing de conteúdo no Linkedin.

Agora vem a parte fácil #SQN

Depois de analisar, aprender sobre cada rede social e quais delas vão se encaixar melhor na sua estratégia, chegou a parte fácil (modo irônico ativado). É só começar a gerar conteúdo diferenciado e inovador, incentivar a interação entre seu público e sua marca, responder às dúvidas e anseios da sua audiência criando um relacionamento sincero e que estimule as pessoas a virarem suas fãs e, assim, comprar o que você está vendendo. E para isso você vai precisar apenas aprender a utilizar diversas ferramentas de marketing digital, criação de conteúdo, automação e mensuração.

Viu como é fácil? E isso é só o começo! Ainda tem muito mais sobre esse universo maravilhoso que não te contei.

Mas não precisa ficar nervoso. A verdadeira parte boa é que hoje você tem ao seu alcance diversas ferramentas que podem te ajudar na criação e desenvolvimento de conteúdos, como a ferramenta aqui da Contentools.

E se o seu problema for encontrar gente com tempo e expertise pra criar e gerenciar redes sociais, a Contentools também pode te ajudar nessa.

Ou seja: Você não tem mais desculpas pra fazer errado. Quero ver você dormir a noite sabendo que tem tudo pra fazer marketing digital da maneira correta, ganhando mais dinheiro e, ainda assim, inventar desculpas pra dizer que não consegue.

Você conhece o Guilherme Santos? Ele é formado desde 2011 em publicidade pela Unisul e escreveu este texto exclusivamente para a Contentools. Empreendedor, publicitário, escritor, blogueiro e sócio da startup Crush Design, ainda encontra tempo para tocar seu projeto pessoal focando principalmente no marketing de conteúdo! Quer saber mais sobre ele? Confira aqui.

Previous ArticleNext Article

This post has 1 Comment

1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.