A Contentools agora é GrowthHackers Workflow.
Veja mais: https://growthhackers.com/workflow

Growth Hackers

Em 2013 produzimos dezenas de ebooks, scripts para vídeos, milhares de posts para redes sociais e mais de mil posts para blogs corporativos. Desses, 50 foram publicados em nosso próprio blog, que (a gente confessa) funciona como um laboratório de testes dos melhores formatos e práticas que criamos e indicamos para empresas de todo o Brasil. Cada peça de conteúdo é única, mas os casos bem sucedidos podem se replicar e ser aproveitados em diferentes situações, para os mais diversos públicos. Afinal, são muitas possibilidades para a produção de conteúdos úteis e interessantes: são listas, passo a passo, cases de sucesso, posts que ensinam “como fazer”, outros que explicam como usar ferramentas, que visam informar e entreter os leitores. Mas quais formatos, efetivamente, trazem melhores resultados?

A mensuração é prática constante de quem investe em Marketing de Conteúdo e busca resultados concretos, mas enquanto 2013 chega ao fim e o Ano Novo se aproxima, aproveitamos para revisitar aqueles posts que mais atraíram a atenção dos nossos leitores. Por consequência, foram eles também os ganchos para muitos novos relacionamentos e parcerias que iniciamos neste ano – e que certamente irão durar por muitos e muitos outros.

Vamos conferir juntos esse ranking, então? Esperamos que ele sirva de inspiração para seus próximos conteúdos – e certamente servirá para todos os nossos.

Conteúdo divertido

SIte paradão

São aqueles posts que trazem informação de um jeito descontraído, que arrecadam algumas risadas de forma despretensiosa. Afinal, quem não gosta de sorrir e de ser surpreendido? Em 2013 descobrimos que formatos de conteúdo com objetivo de entreter devem ter lugar em uma estratégia que atrai e se torna interessante para o público-alvo. Tudo, claro, sem correr o risco de ser bobo ou “descartável”. Certifique-se de se manter fiel ao foco do seu blog em geral, garantindo o conceito de sua diversão com um gancho relevante.

Campeão de acessos: um dos posts com maior número de acessos em nosso blog este ano tinha justamente essas características para descrever, de um jeito divertido, alguns tipos de sites corporativos que estão um tanto quanto lentos ou ultrapassados.

 

 

Cases de sucesso

Cases de sucessoAdoramos nos espelhar em bons exemplos e conhecer os segredos de quem está fazendo um trabalho bacana, certo? Seu público também pensa assim e certamente gostaria de conhecer modelos na indústria ou setor em que você atua. Quem são as empresas ou pessoas de destaque no uso do serviço ou produto que você oferece? Conte um pouco sobre elas e como o trabalho que elas fazem está gerando resultados. Os cases de sucesso são capazes de atrair tráfego e também ajudam a converter leads em oportunidades. Eles mostram aos seus futuros e atuais clientes bons exemplos de uso.

Campeão de acessos: nossa lista com 5 empresas que admiramos por usar muito bem seus blogs corporativos rendeu muitos compartilhamentos e trouxe tração para o tráfego do nosso blog. Um formato que certamente iremos explorar mais em 2014!

 

 

 

Checklists

ListasEsses conteúdos são super úteis quando precisamos nos organizar para iniciar um trabalho ou procedimento novo. Será que tenho tudo que preciso para começar? Posts, ebooks e vídeos que respondem essa pergunta tendem a ajudar os leitores mais engajados e ganham a confiança deles no processo. Outros tipos de listas com X dicas ou X exemplos também são conteúdos típicos do “topo de funil” – ou seja, atraem aqueles leitores que ainda estão se familiarizando com o tema e que poderão ter sua ajuda para dar os primeiros passos. Quando bem feitos, os posts com formato de listas são ótimos para contribuir com dicas, táticas ou ideias sobre determinado tópico e podem resultar em conteúdo de alta qualidade. Pode testar: por serem fáceis de escanear e ajudar a ter uma ideia geral sobre aquele determinado tópico, seus leitores irão curtir!

Campeão de acessos: pensando em ajudar aquelas empresas que estavam “em cima do muro”, pensando se iniciavam ou não uma estratégia de Marketing de Conteúdo, publicamos um post com cinco perguntas que deveriam ser feitas antes de começar. Ele gerou repercussão por nossas redes sociais, emails e entrou em outra lista: a dos cinco posts que mais geraram acessos ao nosso blog em 2013.

 

Conteúdo que mostra como fazer

Como fazerTambém chamado de how-to, esse tipo de formato é um dos mais comuns em blogs de empresas. E faz todo o sentido: a mensagem que eles passam é inerentemente educativa, portanto ótima para a geração de tráfego de busca orgânica. Sempre que você tiver uma demanda dos seus clientes ou usuários do tipo “como eu faço isso?”, procure organizar o procedimento que você indica em um post ou ebook curto desse tipo. Se essa mensagem puder ser reforçada com apoio de componentes visuais, tanto melhor. Vídeos de instrução e imagens ilustrativas ajudam bastante o leitor a entender procedimentos mais técnicos, que envolvem instalação de equipamentos ou plugins, por exemplo.

Campeão de acessos: muitos de nossos leitores sabiam que o uso de calls to action nos seus sites e blogs teria potencial de trazer resultados. Mas a pergunta que chegava com frequência era: na prática, como eu faço isso? Criamos, então, um post para dar algumas ideias de como usar calls to action com objetivo de gerar conversão a partir de conteúdo. Mais um formato a ser explorado com mais frequência em nossa estratégia de conteúdo para 2014.

 

Conteúdo que mostra como NÃO fazer

Como não fazerVocê observa exemplos ao seu redor, procura investigar aqueles que dão certo e acaba se deparando de vez em quando com aqueles anti-heróis da sua indústria também, certo? Infelizmente é comum encontrarmos práticas que preferiríamos que não existissem, que fossem superadas ou que melhorassem mesmo, de uma vez. Um jeito de ser um agente da transformação dentro do seu setor, mesmo que de forma sutil, é apontar formas que acredita serem melhores para sua empresa e para os clientes. Quem acessar seu conteúdo e puder evitar um grande engano ou tiver a oportunidade de alterar a rota em função de um alerta seu ficará muito grato!

Campeão de acessos: um post sobre os principais erros ao produzir conteúdo para a web entrou também para nossa lista dos mais acessados este ano. Foram milhares de cliques, mas os verdadeiros campeões são os leitores que deixaram de usar conteúdo copiado, que melhoraram a relevância do conteúdo com foco no público-alvo e que passaram a mensurar seus esforços com marketing de conteúdo. Esses, sim, vão colher um bom prêmio! (:

Conteúdo que revela segredos e ferramentas

ferramentasSerá que vou perder clientes se eu revelar o que sei? Afinal, eles vão saber como fazer e não vão mais precisar de mim!

Esse pensamento acima tem data e ela é bem anterior a 2014. Já foi o tempo em que os segredos industriais diferenciavam as melhores empresas de um mercado. Hoje as empresas que ajudam seus clientes a superar dificuldades e obter melhores resultados são as que estão no top of mind e conquistam cada vez mais espaço. Use seu conteúdo sem medo de “dizer demais”. Quanto mais útil você for, maiores as chances de seus leitores continuarem acompanhando seu conteúdo e lembrarem de você quando, finalmente, estiverem prontos e interessados em adquirir produtos e serviços que você oferece.

Campeão de acessos: um desafio que nós e muitas empresas enfrentamos para criar conteúdo atrativo certamente é encontrar imagens interessantes, que tenham relação com a mensagem dos posts, ebooks e que representem também o tom de voz da marca. Ainda mais raro essas imagens serem gratuitas e diferentes, distantes daquelas fotos batidas que costumamos ver e rever em blogs por aí. Para ajudar nessas buscas e melhorar os resultados dos nossos leitores e clientes, mostramos as  ferramentas gratuitas que usamos para encontrar imagens legais. Um post curto, bem objetivo e que, para nossa surpresa, foi o segundo mais acessado em 2013!

Infográficos

infográficoEsses posts são um caso à parte… Eles certamente estão entre os posts que mais geraram acessos aos sites de todas as empresas que os utilizaram em 2013. Os infográficos trazem em si o uso informativo do elemento visual, exigem um pouco mais de investimento de tempo e conhecimento na coleta, interpretação de dados e tratamento desses dados em forma de iconografia. Os resultados, no entanto, fazem o esforço valer a pena. Quando bem feito, é muito compartilhado e gera novos links de acesso a partir de sites parceiros e mesmo das redes sociais. É ótimo para gerar aquele buzz que resulta em mais tração de tráfego. Nem sempre, no entanto, ele gera as conversões que se espera de um post com cases de sucesso ou de um ebook. O uso de infográfico amplia o funil com a entrada de novos leitores, mas demanda um planejamento mais completo e sequenciado com outros formatos de conteúdo para que esses suspects sejam convertidos em prospects e leads.

Campeão de acessos: lançamos alguns infográficos em 2013, mas nenhum deles teve repercussão tão grande quanto a Matriz de Decisão do Marketing de Conteúdo, que adaptamos de um trabalho da First10 & Smart Insights. A matriz mostra de forma visual o impacto de diferentes peças de conteúdo em relação a dois eixos: na vertical a impressão gerada pelo produto (mais emocional ou mais racional) e na horizontal o comportamento esperado do público (do reconhecimento à decisão de compra). Os produtos se organizam nos quatro quadrantes criados com os objetivos mais comuns das empresas que investem em conteúdo: entreter, inspirar, educar e convencer o público. Foi o post mais lido em 2013, com o dobro de acessos do segundo colocado.

Em quais formatos de conteúdo você pretende investir em 2014? Compartilhe seus planos e vamos trocar outras ideias nos comentários!

Previous ArticleNext Article

This post has 2 Comments

2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.