Você conhece aquele ditado popular: “Sempre existe um chinelo velho para um pé cansado”? Pois é, a frase não está relacionada apenas com o de encontrarmos um parceiro para a vida inteira. Na verdade, o real significado é mostrar que, para qualquer coisa que exista no mundo, há um par. Pode parecer brincadeira, mas até um celular que não tenha acesso à internet pode ser interessante para alguém – mesmo que seja apenas para ser um despertador. Mas, afinal, o que um chinelo e celular velho tem a ver com conteúdo qualidade? Tudo a ver! A ideia, aqui, é justamente ressaltar que todos os produtos ou serviços são interessantes: não existe nicho sem graça.  E o marketing de conteúdo é indicado para todos.

Você como empresário pode pensar: “meu nicho é muito técnico, ninguém se importa com conteúdo de qualidade no meu segmento”. Esse post foi feito justamente para te provar o contrário. Confira, abaixo, dicas para escrever um conteúdo de qualidade para qualquer segmento!

Todo nicho é um nicho: descubra o que é interessante no seu

Você tem um produto ou um serviço. Certo? E só de já ter vendido pelo menos para uma pessoa possui também um público. Com estes dois fatores em mãos, qualquer conteúdo pode ser produzido. Então, mãos a obra! Chegou o ponto que você precisa renovar sua estratégia de marketing com o intuito de atrair justamente quem está interessado no que sua empresa tem a oferecer. Aqui a produção de conteúdo entra como uma maneira de apresentar seu produto, sua empresa e seu relacionamento com o mercado de uma forma nova e excitante. É primordial mudar a sua percepção, pois sempre existe um viés interessante. O que acha de encontrar o seu?

Como produzir conteúdo para nichos específicos?

O primeiro passo é descobrir para quem você deve escrever, lembrando que existe audiência para tudo. Pense no seu público-alvo, em quem consome seu produto. Se seu ramo de atuação for empresas B2C, pense em perguntas como “O que meu cliente faz?”. Ou ainda no B2B, “Qual tipo de empresa compra a minha solução? E qual o cargo de quem comprar”. Outras perguntas como “Qual o nível do meu público?”, “Quais são os seus desafios e dores?” ou ainda “Quem influencia suas decisões”, vão ajudar você a formar o personagem para quem seu conteúdo deve ser destinado.  Veja outros passos que podem ajudar:

Como separar temas

Agora, depois de descobrir qual é a sua audiência, fica mais fácil pensar nos temas dos conteúdos com o objetivo de atrair clientes em potencial. Uma dica é responder às perguntas dos seus já consumidores. E quais são os problemas que enfrentam no mercado? Uma forma de fazer isso é dar uma olhada com cuidado nos seus e-mails antigos. Responder estas dúvidas em posts pode ser algo bem interessante. Outra dica valiosa é reunir informações do seu setor, como gráficos, estatísticas em um único conteúdo. E sempre, sempre vá além dos posts – use vídeos, apresentações, disponibilize check lists e ferramentas. Alternativas que fogem do padrão destaca-se sobre os demais.

Atraia sua audiência – aposte em títulos chamativos

A maioria das pessoas, sim, compra um livro pela capa. Em outras palavras, entram em textos na internet atraídos por um título – esta simples frase que, muitas vezes, determinam se seu artigo vai ser lido ou não. Existem muitos tipos de fórmulas de títulos que atraem a atenção. Um deles é o que chamamos de tema+chamariz: o que destaca e explica o tema primeiro e, em seguida, usa outra frase, ainda mais chamativa. Este modelo de título também ajuda nas buscas orgânicas, já que as palavras mais importantes estarão apresentadas logo de forma direta no começo. Um exemplo: Produção de conteúdo para nichos específicos: será que funciona?

Não se esqueça de escrever também para as ferramentas de buscas

Seu nicho pode parecer desinteressante, mas acredite: vai ter quem busque por ele. E importante que ao fazer isso, ele encontre rapidamente. Pense no seu conteúdo como um livro em uma livraria imensa. O que faz para comprar um livro bom sobre algum assunto? Provavelmente, procura nos títulos as palavras que acredite que melhor representa o tema que busca. Quando encontra um, abre, logo, as primeiras páginas para conferir nos primeiros parágrafos, se é isso mesmo que deseja. Isso é mais ou menos do que o Google faz com seu conteúdo.  O título é o mais importante, depois são os subtítulos, as palavras em negrito e por aí vai. Se o objetivo é estar bem ranqueado, faça um título direto com palavras-chaves, que representam o assunto, e aposte em uma introdução atrativa.

Para criar um conteúdo de qualidade e original, você precisa sair da sua zona de conforto e parar de repetir para si mesmo que seu nicho é chato.  Existe uma infinidade de formas de se envolver com seus clientes e de apresentar seu conteúdo.  Não existe um nicho chato – contanto que você saiba o que fazer com ele.

Gostou do conteúdo? Compartilhe conosco a sua opinião ou entre em contato! E aproveite para conhecer nosso artigo sobre Como produzir conteúdos para topo de funil.

Previous ArticleNext Article

This post has 1 Comment

1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.