Em nosso post “5 dicas para fazer uma newsletter poderosa que leva seu conteúdo mais longe”, elencamos os pontos principais necessários para elaborar uma newsletter de qualidade, que envolvem, basicamente: visual, conteúdo e frequência de envio. Até apresentamos uma newsletter para servir de inspiração, que você pode ver aqui. Contudo, no post de hoje iremos mais além, partindo para a prática. Neste sentido, iremos apresentar ferramentas para envio de e-mail, desenvolvimento de layout e, principalmente, falaremos sobre a importância de escolher os conteúdos a serem enviados em sua newsletter. Vamos lá?

A importância de uma newsletter

Antes de partirmos para a prática, é importante compreender a importância da elaboração de uma newsletter. A verdade é que uma newsletter top é uma ótima forma de se comunicar com sua audiência e estreitar ainda mais a relação com seus clientes e prospects. Contudo, ela faz isso de uma forma não intrusiva e que implica em uma maior proximidade, pois é muito diferente dos tradicionais e-mails promocionais.

Isso porque a newsletter não tem como objetivo principal vender um produto ou serviço, mas sim informar e educar. Portanto, ela respeita a jornada de compra do cliente ou prospect, contendo uma abrangência maior sobre os assuntos tratados. Por se tratar de um tipo de conteúdo, ela precisa ser relevante e útil, além de seguir um certo padrão de organização e design que seja responsivo e gere conversão.

Como desenvolver uma newsletter top

Para desenvolver uma newsletter top, há alguns passos que devem ser seguidos. Para isso, separamos 5 perguntas básicas que você deve se fazer antes de começar sua jornada em busca da newsletter perfeita. Veja a seguir:

1. Qual o objetivo da sua newsletter?

A primeira resposta que você precisa obter é esta. Qual o objetivo da newsletter dentro da sua estratégia de Inbound Marketing? O que você pretende conquistar através dela?

Antes de elaborar qualquer coisa, você precisa estar consciente do seu objetivo e ver se o envio de uma newsletter se encaixa em sua estratégia como um todo. Além disso, você só deve enviar uma newsletter se ela for relevante não só para sua estratégia, como também para os seus clientes e prospects.

Neste sentido, você precisa verificar se a sua newsletter tem o objetivo de te ajudar a angariar mais leads, a obter mais contatos de e-mail ou até mesmo tráfego para o seu site. A sua resposta aqui definirá todo o resto de suas decisões. Você não deve apenas se preocupar com a abertura dos seus e-mails, mas também se eles estão cumprindo um objetivo maior.

2. Qual o conteúdo da sua newsletter?

Tendo em vista seu objetivo, você precisa identificar a relevância da sua newsletter para os seus clientes e prospects. Afinal, se você quer receber algo, precisa dar outra coisa em troca, não é mesmo?

Para isso, você precisa encontrar o conteúdo certo para sua newsletter. Há dois caminhos pelos quais você pode seguir: o seu conteúdo pode resolver um objetivo específico ou então ser um boletim informativo no seu segmento, podendo fornecer conteúdos de blogs parceiros, conteúdo para geração de leads, boletins internos e até mesmo documentos de treinamento.

Contudo, lembre-se que você precisa organizar bem sua chamada e destacar os pontos principais, isso faz com que o leitor consiga “escanear” o seu e-mail e aumenta a taxa de abertura. Cuide também do título da mensagem e do remetente para não correr o risco de ser excluído.

Sea sua newsletter possuir um texto mais longo, uma boa dica é colocar uma introdução ou resumo antes e um link para o conteúdo completo dentro do seu site. Quando mais enxuta for sua newsletter, melhor. Além disso, ao utilizar a questão do clique, você consegue mensurar quais foram os conteúdos que despertaram o interesse da sua audiência e investir em conteúdos nessa linha.

3. Qual o template de sua newsletter?

Conforme afirmamos anteriormente, a experiência do usuário e a padronização da sua newsletter é fundamental. Por isso, você precisa pensar em como o conteúdo textual e visual será disposto em seu template.

A dica de ouro é apostar na simplicidade. Isso porque a complexidade do HTML de uma newsletter, por exemplo, implica em uma probabilidade maior de problemas e quebras no layout, o que não é bom para sua estratégia como um todo.

Uma boa ferramenta para criar layouts simples e assertivos é o Canva. Essa é uma ferramenta que possui layouts pré-definidos e também atua com um modelo freemium, em que o uso do serviço é gratuito e algumas ferramentas adicionais são pagas. No caso do Canva a criação de peças é gratuita e existe um banco de fotos gratuito. Contudo, há também figuras específicas ao preço de US$1.

A ferramenta MailChimp também possui modelos pré-prontos no estilo “drag and drop”, facilitando a elaboração do layout da sua newsletter.

A ferramenta Sendgrid, por sua vez, também possui modelos pré-prontos. Além de possuírem um design bacana, seus modelos são responsivos, levando em conta a experiência do usuário.

Ao criar o modelo de sua newsletter, você deve pensar em um template que possa ser utilizado durante um longo período, para ter sua identidade visual de comunicação bem definida. Você pode até mudar algumas cores e elementos visuais, mas cuidado para não perder a identidade. O seu leitor deve ser capaz de identificar que aquele layout é da sua empresa.

Conforme afirmamos, uma newsletter enxuta é uma ótima opção, pois dá espaço para seus leitores encontrarem o conteúdo com facilidade, além de você conseguir evidenciar as calls-to-action no template, essenciais para a conversão.

4. Quais os diferenciais da sua newsletter?

Para se manter atraente e relevante, sua newsletter precisa apresentar diferenciais para os seus clientes e prospects. Uma forma de conseguir isso é através da estruturação, ponto em que muitas empresas pecam ao negligenciarem a sua importância. Uma estruturação com um design otimizado e pronto para conversão é fundamental.

Você precisa colocar todos os ícones das suas redes sociais e uma tabela no topo da newsletter com um link de redirecionamento para o site. Além disso, é importante ter certeza de que sua newsletter leva a pelo menos uma página da empresa, com um link dizendo “Exibir no navegador” para o caso de seus clientes e prospects não aceitarem cookies.

Como afirmamos algumas vezes, menos é mais. Por isso, limite-se a 5 conteúdos por newsletter, no máximo. Caso contrário, será muita informação para o leitor processar e ele pode desistir no meio do caminho.

Partindo para a prática, aqui vão alguns exemplos de conteúdo que você pode inserir em sua newsletter:

  • Artigos recentes ou mais acessados do blog
  •  White papers ou guias relevantes
  • Cases de sucesso
  • Vídeos com depoimentos de clientes
  • Promoções são sempre bem-vindas
  • Próximos eventos da empresa e parceiros

O objetivo da sua newsletter, acima de tudo, deve ser fazer com que seus clientes e prospects sejam redirecionados para o seu site e então tomem alguma ação no funil de vendas, pensando nos estágios de compra. Neste sentido, cada conteúdo deve apresentar uma call-to-action e link diferente e pensar em limitar a quantidade de conteúdos não educativos à parte lateral ou inferior da newsletter.

Uma newsletter que tem uma estruturação de conteúdo e um design focado na experiência do usuário já possui um grande diferencial em relação às demais.

5. Como você irá enviar sua newsletter?

Por fim, você deve pensar no envio de sua newsletter. Obviamente enviar de forma manual está fora de cogitação. Sendo assim, vamos elencar ótimas ferramentas para automatizar o envio de sua newsletter.

A ferramenta Mailchimp, além de ser ótima para o layout, também é muito utilizada para o envio de newsletters. Ela possui acesso gratuito até 2 mil clientes cadastrados e permite o envio de 12 mil e-mails por mês. É muito simples de usar e também tem planos pagos com diferentes opções. Contudo, ela está disponível somente no idioma inglês.

A ferramenta Sendgrid também é uma boa opção para o envio de sua newsletter mensal. É um serviço de e-mail com base em nuvem e tem uma infraestrutura completa para o gerenciamento do envio de e-mails da sua empresa, além de possuir serviços adicionais, como relatórios para acompanhar o desempenho. No Brasil, já são mais de 600 clientes utilizando a ferramenta não só para envio de newsletters, como também recibos para os clientes, além de permitir a análise de tendências e coleta de métricas em tempo real, colaborando para o planejamento e tomada de decisão da sua estratégia de Inbound Marketing.

Há também a ferramenta Intercom, que permite a criação de campanhas de newsletter segmentadas para targets específicos de maneira rápida. É muito utilizada para onboarding de novos clientes e para reengajamento de clientes e prospects através de newsletters.

Como você pode perceber, a newsletter é fundamental para sua estratégia de marketing de conteúdo. Na plataforma da Contentools, você pode encontrar diversos profissionais feras em elaborar conteúdos assertivos para suas campanhas e, além disso, automatizar a elaboração do conteúdo não só de suas newsletters, como dos seus posts e social posts também. Quer conhecer melhor nossa plataforma? Fale com um de nossos consultores!

Previous ArticleNext Article

This post has 1 Comment

1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.