A automação nada mais é do que a utilização de ferramentas tecnológicas que fazem o que normalmente é feito de forma manual. No Marketing de Conteúdo, atividades como gerenciamento de produção, publicação e distribuição de artigos, white papers, ebooks, blog posts, entre outros formatos, podem ser feitas de forma automática com aplicações parametrizadas numa sequência lógica.

Automatizar o marketing de conteúdo também é uma excelente decisão, tanto para a melhoria da produção quanto para realizar a distribuição do conteúdo de uma forma mais profissional e focada em resultados.

A seguir, veja as 5 principais razões pelas quais a automação do marketing de conteúdo trás benefícios para as empresas durante a produção e a promoção dos conteúdos, bem como em outros aspectos:

1 – Construção do conteúdo

Processo de produção

Ao automatizar a forma com que os conteúdos serão produzidos (horários de entrega, datas de publicação e promoção nas mídias sociais, envio de newsletters etc), criam-se processos que facilitam a distribuição de tarefas entre os redatores e os analistas de marketing que vão utilizar o conteúdo distribuído conforme a estratégia de marketing digital traçada.

Isso significa que todas as atividades que envolvem uma produção, no que tange a postagem, a escolha ou confecção de imagens, dentre outras, se tornam mais padronizadas, oferecendo mais rapidez e eficiência nas entregas e trazem resultados mais rápidos e mensuráveis.

Sincronização de ferramentas e plataformas

Ao invés de fazer manualmente, o trabalho de postar no blog pode ser automático. É possível também fazer a sincronização com as redes sociais, de modo que assim que uma das plataformas seja alimentada a outra automaticamente receba o conteúdo – ou num espaço de tempo programado conforme o cronograma planejado previamente no calendário de publicações.

Essa sincronização diminui o tempo em que as pessoas passam operacionalizando as plataformas e, assim, podem se dedicar a atividades mais estratégicas como analisar os resultados e pensar em pautas criativas, por exemplo.

Verificação de direitos autorais

Boas ferramentas de automação também ajudam a verificar se o conteúdo é original ou se, eventualmente, o redator copiou trechos de outros sites. Isso evita problemas relacionados ao direito autoral e também garante que os motores de busca posicionem melhor o conteúdo nos mecanismos de busca (Google, Yahoo! etc.).

2 – Promoção do conteúdo

No e-mail marketing

Depois de produzido, o conteúdo precisa ser entregue ao público-alvo. Com ferramentas de automação, é possível desenvolver e enviar emails marketing para a base de contatos de uma forma mais assertiva.

Nas redes sociais

Programação de ações em mídias sociais, ou seja, a pré-definição de horários das postagens e a garantia da variedade de publicações, bem como a análise do engajamento gerado.

3 – Inteligência na condução das ações

Ao captar as informações entregues pelos usuários nas landing pages, também é possível obter insights para a criação de novos materiais, otimizar a construção e a distribuição deste conteúdo.

As ferramentas automatizadas também podem ajudar a segmentar e priorizar determinados púbicos, conforme o seu estágio dentro do funil de vendas, por exemplo, gerando workflows (sequências automáticas de atividades) para manter contato (envio de conteúdo) personalizado periodicamente, monitorar engajamento, entre outros. Afinal, marketing de conteúdo é também a entrega certa na hora certa para o público certo.

4 – Apoio à equipe comercial

Com a automação do marketing de conteúdo também é possível programar as atividades de interação com o público com o objetivo de vender. Isso torna o processo bem mais assertivo, pois os vendedores só farão contato no momento em que o usuário estiver pronto para comprar (já passou por todas as etapas anteriores do funil).

Da mesma forma, a automatização contribui com a manutenção do relacionamento mesmo após a venda.

5 – Monitoramento de resultados

Utilizando ferramentas de automação fica mais simples configurar relatórios para se manter informado sobre a forma como os conteúdos estão sendo recebidos pelo público-alvo e como eles influenciam nos caminhos percorridos pelos internautas dentro do site, por exemplo. Esta visão panorâmica permite ao gestor de conteúdo uma tomada de decisão mais assertiva.

E quais seriam os contras da automação do marketing de conteúdo? Há apenas um, e ele é decisivo: o não acompanhamento do processo de produção.

1 contra: Acreditar que a produção do conteúdo será automática

“Marketing de Conteúdo é um compromisso, não uma campanha”, já disse Jon Buscall, um dos consultores em Marketing Digital mais respeitados no mundo. Portanto, acreditar que a automação do marketing de conteúdo possa significar a produção automática, pode ser um erro grave. As ferramentas apenas ajudam a determinar cronogramas e a realizar as tarefas táteis, mas a produção, a criatividade, continua nas mãos das pessoas.

Da mesma forma, a estratégia por trás de cada produção precisa ser pensada de acordo com as necessidades do público que se quer atingir (personas), bem como a revisão e aprovação do material antes de ser publicado.

Concluindo

Automatizar o marketing de conteúdo é uma excelente maneira de garantir mais eficiência, chegar ao público-alvo, atraí-lo, gerar relacionamento e prepará-lo para a compra. Entre os benefícios desta estratégia está o aumento da produtividade da equipe e a redução de custos com contratações de pessoas, já que boa parte do trabalho é feito pela plataforma.

É preciso ter em mente que a tecnologia não substitui as pessoas; elas são peças-chave quando se trata de conteúdo criativo e envolvente.

Quer saber mais sobre automação de marketing de conteúdo? Deixe-nos seu comentário ou fale com um consultor Contentools!

Previous ArticleNext Article

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.