Uma boa estratégia de marketing de conteúdo deve garantir objetividade nos materiais construídos, pois eles precisam responder as dúvidas do público-alvo, ou seja, precisam passar as informações certas para as pessoas certas e na linguagem adequada. É nesta lógica que o briefing assume uma grande importância, podendo ser determinante para que os conteúdos sejam assertivos ou não.

Dentro disso, trazemos para você as 9 perguntas que devem ser respondidas no briefing para garantir que o redator entregue um conteúdo perfeito:

1 – Qual é o tema central?

Evite escolher o título, a menos que ele seja muito específico, deixe esta tarefa por conta do redator, pois ele tem que considerar também as técnicas de SEO. Mas atenção: deixe muito bem claro a principal resposta que o conteúdo deve dar ao leitor.

2 – Quais são as palavras-chave?

Ao saber exatamente o que quer falar, você também saberá indicar quais as palavras-chave que precisam ser trabalhadas no texto.

3 – Quem é o público-alvo?

O redator precisa visualizar as pessoas que você quer atingir com seu conteúdo, por isso a criação de buyer personas é tão importante. Na sua estratégia estas personas precisam estar descritas com riqueza de detalhes. Ao desenvolver o briefing você deve selecionar para qual persona o conteúdo será direcionado.

4 – Em que fase do funil de vendas está o público que você quer atingir?

Por mais que o redator possa, na maioria das vezes, deduzir a maturidade do leitor-alvo com base no tema do conteúdo solicitado, mostrar a ele em qual etapa do funil de vendas se encontram as pessoas que você quer atingir é fundamental. Quanto mais informações você oferecer sobre seu público-alvo maiores serão as chances do conteúdo chegar redondo às suas mãos.

5 – Qual é o tom de voz que deve ser empregado?

O posicionamento da sua marca e o tom de voz da sua empresa deve estar descrito na sua estratégia. Porém, cada formato de conteúdo pode assumir variações do tom de voz da sua marca. Por exemplo, um artigo de opinião que será assinado por um executivo pode ser mais despojado, como uma conversa entre amigos; um blog post direcionado para o fundo do funil – para os prospects que já estão prontos para comprar – deve assumir um tom mais persuasivo, convidando o leitor para a ação e assim por diante. Diga exatamente o tom que você deseja para o conteúdo.

6 – Qual o tamanho do conteúdo?

É importante que o redator e os demais profissionais envolvidos na criação do conteúdo saibam qual a quantidade aproximada de caracteres ou palavras que devem constar no texto. Isso irá evitará que você receba um texto menor ou maior do que esperava.

O tamanho do texto também é determinante para que o profissional não pese demais ou seja conciso demais, o que pode ser determinante para sua criatividade e para o resultado final.

7 – Qual o direcionamento para as imagens?

Se você tiver direcionamentos para as imagens (fotos, desenhos, infografias, etc) que devem acompanhar o texto, melhor ainda. Geralmente esta pergunta está relacionada com a identidade visual da empresa, então evite erros direcionando bem os profissionais para quem está solicitando a construção do conteúdo.

8 – Quais tópicos o redator deve abordar e quais ele não deve?

Descreva os tópicos que você deseja que o redator desenvolva. Por exemplo: Se você quiser um conteúdo sobre “Porque você deve fazer marketing de conteúdo?”, você pode querer tópicos sobre quais as vantagens que o marketing de conteúdo traz para a empresa, quais resultados a empresa pode atingir com o marketing de conteúdo e assim por diante. Porém, você não deseja que o redator escreva sobre “Como fazer marketing de conteúdo”, já que este tema é para um outro conteúdo a ser produzido na jornada de compra.

9 – Quais referências o redator pode usar como base?

Passe links de referências de conteúdos que tem o mesmo tema central do conteúdo que você quer que o redator desenvolva, assim ele terá o apoio de materiais ricos e de qualidade. Você também pode colocar referências de conteúdos com o mesmo tom de voz que você deseja para o texto, além de referências de conteúdos de blogs e portais renomados.

Gostou destas dicas? Espero que te ajude a elaborar um bom briefing e atingir seus objetivos com este conteúdo. Se ele foi útil para você, deixe aqui seu comentário! 

E caso ainda não tenha iniciado no marketing de conteúdo, sugerimos dar uma conferida neste material:

call-to-action-mkt-de-conteudo

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.