O que faz um site melhor do que outro? Por que em uma mesma busca, alguns sites aparecem no topo e outros ficam isolados como peixes de aquário, lá no final, depois da décima página?

Quem diferencia o joio do trigo é um complexo algoritmo do buscador, nesse caso o Google, que tem como desafio usar fórmulas matemáticas para destacar boas experiências de usuário e que tipo de conteúdo é persuasivo e único. Sites e blogs com bom conteúdo ganham cada vez mais pontos nesse ranking.

O próprio Google forneceu em seu blog um “guia do Google”com 23 questões para servir de guia a quem quer criar um conteúdo que mereça ser visto, lido e compartilhado. Vamos conferir?

Guia do Google para o seu site:

1. No lugar do leitor, eu confiaria nas informações apresentadas nesse artigo?

2. Esse artigo é escrito por um especialista no tema ou entusiasta que conhece bem o assunto ou é superficial?

3. O site tem artigos duplicados ou redundantes, com o mesmo tema ou texto semelhante, com poucas variações?

4. Você se sentiria seguro para informar o número do seu cartão de crédito para este site?

5. O texto contém erros gramaticais, de digitação ou nos dados que apresenta?

6. Os temas são guiados por interesse genuíno dos leitores do site ou ele traz apenas informações generalistas, com intuito de ser bem posicionado nos mecanismos de busca?

7. O post traz texto com conteúdo, análise ou pesquisas originais?

8. A página traz algum valor substancial em relação às demais páginas que aparecem no resultado da busca?

9. É feito controle de qualidade do conteúdo?

10. O texto traz todos os lados da história?

11. O site é uma autoridade reconhecida no assunto?

12. O conteúdo é produzido em massa ou fornecido a uma grande rede de forma que sites individuais não recebam tanta atenção?

13. O texto foi bem editado ou ele parece ter sido produzido de forma desleixada ou descuidada?

14. Se as informações fossem relacionadas à saúde, você confiaria nesse site?

15. Você reconheceria o site como uma fonte confiável caso o nome dele fosse citado em outro contexto?

16. O texto traz uma explicação completa e compreensível sobre o tema?

17. O artigo contém uma análise profunda ou informação que é para lá de óbvia?

18. É o tipo de página que você acrescentaria nos favoritos, compartilharia com os amigos ou recomendaria?

19. A página traz uma quantidade excessiva de banners que distraem ou interferem no conteúdo principal?

20. É o tipo de artigo que você poderia ver publicado em uma revista, enciclopédia ou livro?

21. Os textos são curtos, pouco profundos ou deixam informações úteis de fora?

22. Os posts são produzidos com cuidado ou mostra pouca atenção aos detalhes?

23. Os usuários poderiam reclamar ao ver páginas desse site?

E agora, o que fazer?

Claro que muitas dessas perguntas só precisam ser respondidas uma vez, quando você está formatando seu blog ou site. Outras devem estar sempre na ponta da língua e devem ser lembradas a cada novo post.

Uma boa dica para fazer agora é neutralizar o impacto de conteúdo de baixa qualidade em seu site. Como fazer isso? Se algumas das suas páginas não passarem no “teste de qualidade” desse guia, pode deletá-las. Isso mesmo, sem apegos. Remover o conteúdo de baixa qualidade ou movê-los para outro domínio, ou ainda, melhorar aquelas páginas com conteúdo superficial, pode eventualmente ajudar a melhorar o posicionamento do seu conteúdo de alta qualidade.

Depois de ver esse guia do Google você acha que está acertando na estratégia? Conte para nós sua experiência nos comentários e ajude quem quer melhorar seu site ou blog. A gente mal pode esperar para ler sua contribuição!

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.