Você concorda que um grande sucesso é fruto de muito tempo, trabalho e dedicação? Essa parece ser parte da fórmula de um dos sites mais famosos do mundo. O Boing Boing não nasceu ontem – ele pertence à velha guarda da blogosfera, com raízes lá em 1995. Seu fundador, Mark Frauenfelder, diz que “a receita para um blog excelente é ser tão profundamente obcecado por alguma coisa a ponto de precisar comunicá-la aos outros”.

Em entrevista aos autores do livro The Art of Doing, Frauenfelder contou os 10 elementos que levaram o blog dele ao topo. Nós ficamos tão obcecados por essas dicas que fizemos questão de traduzir e mostrar aqui para você.

1. Explore o Zeitgeist. Se você atingir o “espírito da época” (Zeitgeist) ou momento cultural certo, você terá um monte de fãs. Hugh Hefner teve uma visão de para onde as pessoas estavam se dirigindo na América do pós-guerra. Surfando na crista da pílula e das novas atitudes em relação à sexualidade, a revista Playboy criou apelo suficiente para torná-la um fenômeno cultural. Jann Wenner, fundador da Rolling Stone, fez isso também. E tivemos o mesmo tipo de sorte com o Boing Boing. Quando os computadores se tornaram baratos o suficiente para que pessoas criativas pudessem comprá-los, eu era fascinado pela forma como o nosso futuro seria reimaginado por meio dessa tecnologia. Aconteceu então que havia pessoas suficientes lá fora interessadas também. Às vezes você tem a sorte de ser o mensageiro para um movimento cultural maior. Uma vez que você está lá, você tem a vantagem de ser o primeiro.

2. Seja original. Se você tentar emular um blog de sucesso, vai ter apenas uma versão de segunda categoria de algo que já existe lá fora. E quem precisa disso? Faça o blog que ainda não existe, mas que você gostaria de ler.

3. Estabeleça conexões. Uma máquina de fax não vale nada, mas quando você tem duas ou três máquinas de fax, elas passam a ter valor, porque se conectam umas com as outras. É o chamado “efeito de rede”, o mesmo que ocorre com a Internet. O que é matador sobre a Internet é que qualquer pessoa pode criar uma comunidade mundial que se conecta a outras pessoas com os mesmos interesses. Em vez de ficar apenas em cima de marketing digital, a missão do blog deve ser para compartilhar informações com pessoas que pensam parecido.

4. Tenha atitude. Sem um ponto de vista, seu blog é só mais um. Você pode amar ou odiar um blog, mas ainda assim você quer que ele tenha uma perspectiva única. Quando criança, fui influenciado pela atitude da revista Mad zombando das instituições e da sabedoria convencional. No Boing Boing, compartilhamos essa atitude subversiva. Nossos leitores apreciam. Nós não temos medo de postar itens que são um pouco ousados e podem deixar as pessoas chateadas, porque isso é uma boa maneira de estimular o debate e promover a contra-argumentos.

quote15. Não desperdice o tempo dos outros. As pessoas são ocupadas. Elas ressentem quando você as faz perder tempo. Quando os leitores vêm ao nosso site, eles não vão se deparar com um post que diz “Isso é incrível” e que os obriga a clicar no link. Nossos posts explicam o que é importante sobre o que eles estão lendo e por quê. Pode ser tentador escrever manchetes engraçadinhas, mas a função mais importante de um título é resumir o assunto do post. Se você desenvolver junto a seus leitores a confiança de que eles vão obter conteúdo de qualidade em troca do tempo que investem visitando seu site, eles irão voltar.

6. Diversifique. Posts que são fáceis de entender em alguns segundos – alguma novidade de consumo, dicas úteis ou fofoca – recebem uma série de cliques e se esgotam rapidamente. Mas se isso for tudo, acaba empobrecendo o site. Você perderá qualquer tipo de seriedade. Você precisa ter o instinto de um editor para obter a mistura certa.

quote27. Apele para o gene da novidade. É bom para postar com frequência, mas as coisas sobre as quais você bloga precisam ser inesperadas ou as pessoas vão perder o interesse. Dizem que há um gene que busca por novidades. Isso faz pessoas (como eu!) desejarem surpresas constantes e experimentarem coisas que não se encaixam no modelo convencional de como o mundo funciona. Noventa e nove por cento do que existe por aí é porcaria. Nossa função é entrar com o trabalho duro para encontrar aquele um por cento que é fascinante.

8. Deixe os comentários mudarem você. Uma vez eu postei um vídeo de um cara tinha esquilos roubando comida de seus alimentadores de pássaros. Ele tinha uma engenhoca que atirava os esquilos para fora dos alimentadores de pássaros e eu recebi um monte de e-mails dizendo: “Isso não é maneira de tratar um animal.” Eu pensei: “Nossa, isso foi realmente estúpido”. Outro post era sobre um concurso de beleza de mulheres que estavam na cadeia – uma espécie de Hot or Not de mulheres encarceradas. Os leitores reclamaram e explicaram que a maioria das mulheres na prisão está lidando com circunstâncias difíceis, situações domésticas ruins, doença mental e dependência química. Para mim seria impensável postar algo assim agora. O feedback da comunidade me fez mais consciente de minhas insensibilidades e o blog evoluiu por causa disso.

9. Pense em um amigo. Manter um blog pode ser paralisante se você se preocupar em tentar agradar a um milhão de pessoas. Se você começar a pensar: “bem, essa pessoa pode se opor a isso ou não entender aquilo,” vai realmente tirar a alma do seu texto. Assim, para superar o medo de palco de blog, quando eu posto alguma coisa muitas vezes tenho em mente um amigo que tem o mesmo senso de humor que eu. E muitas vezes essa pessoa acaba me enviando um e-mail dizendo: “Isso foi ótimo!”.

10. Caia na real. Eu tento limitar a câmara de ressonância da blogosfera. Todos os nossos editores viajam muito. Nós levamos nossas câmeras e nos deparamos com pessoas interessantes, estranhas descobertas, todos os tipos de coisas surpreendentes no mundo da natureza e dos homens. Posso até encontrar bom material no meu próprio quintal. Recentemente, vi uns grandes insetos gordos e esquisitos chamados grilos Jerusalém e eu tirei uma foto deles ao lado de uma moeda de 25 centavos. Esse post teve uma resposta enorme. As pessoas gostam de ouvir sobre a vida real, como se estivessem sentadas lá com você, vivenciando o mesmo. De vez em quando eu ficar enjoado da web e de ficar no computador e é quando eu pego minhas tintas e vou fazer alguma arte ou saio para fazer algo com meus filhos, como empinar pipa.

Previous ArticleNext Article

This post has 2 Comments

2
  1. Muito bom! São dicas preciosas que irão, com certeza, me ajudar muito com meu blog. Não gosto de deixar uma semana sequer sem uma postagem, mas quando viajo para o interior não consigo postar por não ter acesso à internet. Será que ficar de 15 a 20 dias sem postar em um blog já é suficiente para perder leitores? Será que pensam que desisti do blog? Ou será que pela quantidade de bons posts no blog isso não faz diferença? Meu blog é novo (5 meses) mas já tem cerca de 170 posts. Não gosto de deixar no automático para postar. Gosto de prepara/editar no dia da postagem. Fora o tempo, que não tenho, para fazer posts antecipadamente para deixar no auto.

    1. Oi, Gilmar.
      Que bom que gostou das dicas. Entendemos sua preocupação quanto à periodicidade das publicações no blog – esse é mesmo um fator muito importante para quem está começando e quer fidelizar uma audiência. O ideal é começar com pelo menos um post por semana e ir aumentando à medida que você sentir a “sede” do seu público por mais conteúdo. A prática que você adota, de escrever e editar no mesmo dia em que publica, é muito indicada. Mas programar posts para algumas ocasiões atípicas (como suas viagens ao interior) pode ser interessante para não frustrar o público que irá voltar para buscar novas informações no seu blog. Outra sugestão é escolher os dias para publicação e manter-se fiel a eles, por exemplo, uma vez por semana às quartas-feiras, ou três vezes por semana às terças, quintas e sábados, etc. Boa sorte!
      Atenciosamente,
      Equipe Tex.do.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.