Social Selling e Social Media Marketing

Pensar em ações que consigam gerar um maior volume de novos negócios fechados é uma busca e um desafio para profissionais de marketing, empreendedores e vendedores espalhados por todos os cantos. Todos têm em comum uma mesma realidade: procuram por soluções, mas esbarram em dezenas de artigos e conselhos com propostas que não geram resultados reais.

Mas existe algo que pode realmente ampliar o número de vendas? Sim, a solução está na ponta do seu nariz! Produzir conteúdos relevantes e impulsioná-los através do poder das redes sociais para vender mais.

Usar as redes sociais para vender pode fazer alguns profissionais do marketing torcerem o nariz, especialmente quando ações digitais ainda não conseguiram gerar os resultados desejados. O fato é que quanto mais distante dos possíveis leads e prospects está a sua empresa, mais demorado e complexo será criar estratégias eficientes para aumentar o número de vendas.

Deixar de usar as redes sociais pode representar um tiro no pé da sua estratégia de Marketing de Conteúdo e Vendas por inúmeros motivos.

Espera aí, usar as redes sociais potencializa uma estratégia de Conteúdo? Lógico. Pare e pense bem, onde as pessoas passam boa parte dos seus dias? Nas redes sociais! Isso mesmo, seus futuros leads qualificados estão no Facebook, Twitter e LinkedIn esperando pela sua empresa.

Isso acontece através do Social Selling e do Social Media Marketing. O que são? Qual a diferença? Calma, vamos explicar.

 

O que é Social Selling?

Em português, Social Selling significa venda social. A ideia desse formato de negociação é aproximar o cliente da marca por meio das redes sociais e torná-lo mais propenso a iniciar uma negociação. O objetivo é vender para quem usa as redes sociais no momento de decisão, onde opta pela sua empresa ou de um de seus concorrentes.

A venda social consiste em uma importante ferramenta para quem trabalha com a exigência por resultados no volume de negociações. A ideia é utilizar as redes sociais para pesquisar mais sobre os possíveis clientes, fazer a prospecção, transmitir conteúdos relevante, e principalmente fechar negócios.

Esse formato privilegia um dos reis quando o assunto é vendas: o conteúdo. Isso significa que os diversos tipos de conteúdo servem como base para estreitar o relacionamento com os clientes, representando uma forma de gerar o fator emocional e muito mais do que isso: oferecer algo útil e relevante para o cotidiano de seus possíveis clientes. Esse fato contribui efetivamente para o aumento das vendas.

 

E Social Media Marketing?

Social Selling é ação, Social Media Marketing o planejamento. Marketing de Mídias Sociais, em tradução livre, significa planejar e criar conteúdos de qualidade, destinados especialmente para cada estilo de cliente em potencial. Essa ação tem o objetivo de despertar o consumo e compartilhamento dos leitores, atrelar qualidade a marca e a criar uma necessidade de compra.

Essa relevância gera uma imagem positiva ao seu leitor, mas acontece muito mais do que isso: a chance de conversão dos seus seguidores se multiplica significativamente com ações de Social Media Marketing. Isso acontece porque seu conteúdo é mais humanizado e o acesso às suas produções atinge uma escala muito maior de leitores, gerando o interesse na compra de seu produto ou contratação de serviços.

 

Diferenças e semelhanças entre Social Selling e Social Media Marketing

A semelhança entre os dois métodos é muito clara: O uso do conteúdo para atingir o público.

Mas o que muda, afinal de contas? A diferença está no objetivo final da ação. Enquanto o Social Selling tem o objetivo claro de vender e fechar novos negócios, o Social Media Marketing trabalha para fortalecer a imagem de uma empresa nas redes sociais e aproveitar esse trabalho para gerar resultados positivos para conversões, sejam de leads ou vendas.
A principal diferença é a subjetividade na forma de fechar negócios.

Social Media Marketing usa o método para atribuir uma imagem positiva ao seu negócio por meio da página ou perfil corporativo. Enquanto isso, o Social Sellig ocorre através de perfis particulares, mais próximos ao seu cliente, com a humanização do contato entre a empresa e quem bate o martelo.

 

Uso do Social Selling e do Social Media Marketing no Marketing de Conteúdo

As estratégias de Social Selling e Social Media Marketing podem ser integradas com sucesso ao seu planejamento de Marketing de Conteúdo. Isso ocorre em todas as fases da jornada de compra de sua persona, com a atração de visitantes para os conteúdos publicados no site, através das redes sociais particulares e da sua empresa.

Além disso, integrar os métodos proporciona uma forma eficiente de nutrir os leads e prospects, torná-los qualificados e prontos para a conversão. Depois de tudo, ainda existe a grande chance de encantar seus atuais clientes e transformá-los em advogados da sua marca.

 

Conclusão

Apresentamos o Social Selling e o Social Media Marketing,  dois métodos eficientes quando o assunto é o uso das redes sociais como parte da estratégia do Marketing de Conteúdo e Inbound de sua empresa. Apesar das distinções e semelhanças, os dois possuem algo que não há como escapar: o conteúdo é o rei e precisa ser de qualidade, para oferecer relevância ao leitor e ao mesmo tempo conseguir convertê-lo.

Quando as palavras conteúdo e vendas são usadas na mesma frase, podem gerar uma sensação ruim aos profissionais de comunicação e vendas de uma empresa. Isso acontece por muitos motivos, especialmente pelo excesso de tarefas dos profissionais de marketing, onde o tempo é curto para produzir um grande volume de conteúdos.

Por isso, converse com um de nossos consultores e transforme sua estratégia e gestão de Marketing de Conteúdo.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.