O Marketing de Conteúdo precisa de constância, planejamento e muito comprometimento. Você, como agência, precisa mostrar para o seu cliente como a sua relação irá funcionar e o que você precisa que ele faça. É preciso haver transparência e descrição das responsabilidades de cada um. Por exemplo, como ficará a definição de personas, elaboração de pauta e conteúdo? Como ocorrerá todo o processo até que se chegue ao momento da venda? Todas essas questões precisam ficar claras. Só assim o Marketing de Conteúdo trará os resultados esperados.

No post de hoje iremos abordar como de ter seus clientes engajados com a produção de conteúdo e como se dá a interação entre cliente e agência em meio a tudo isso.

Todo mundo sabe que um conteúdo de qualidade é essencial para que se alcance os resultados esperados no Marketing de Conteúdo. Mas vamos pensar no seguinte: será que uma agência pode atender mercados específicos como o de medicina esportiva, neurologia ou computação em nuvem sem ter uma equipe especializada dentro da própria agência para escrever sobre esses nichos?

Sabemos que existem redatores especializados nas mais diversas áreas. Entretanto, por mais que a agência se preocupe em gerar um conteúdo de qualidade e rico em informações, o cliente ainda fica receoso se realmente haverá um conteúdo que atenda suas expectativas quando à qualidade. Infelizmente, nem sempre fica claro para a agência que o cliente tem esse tipo de preocupação, pois às vezes esses receios vêm escondidos em perguntas como:

  1. Minha equipe vai precisar escrever no blog?

  2. O quanto eu preciso estar envolvido na produção?

Outras questões que escondem essa preocupação envolvem o impacto do Marketing de Conteúdo na rotina da equipe interna da empresa.

Por isso, ao estabelecer um relacionamento com o cliente, é crucial que você deixe clara a importância de tê-los engajados na produção de conteúdo. É preciso transparecer que o Marketing de Conteúdo requer comprometimento e investimento. E, quando falamos de investimento, não estamos falando apenas do financeiro, mas o investimento de tempo da equipe interna também. Isso porque, ao contratar uma agência, muitas vezes, o cliente acredita que o investimento de tempo irá diminuir, e realmente isso ocorre, mas às vezes não da maneira que ele espera.

Uma boa alternativa para mitigar as frustrações do cliente, é a agência se responsabilizar por conteúdos de topo de funil e envolver o cliente em conteúdos mais específicos e que exigem um maior aprofundamento, como os conteúdos de meio e fundo de funil. Contudo, nada disso será possível se a agência não mostrar a importância de ter seus clientes engajados com a produção de conteúdo e colocar algumas ações em prática para que isso aconteça.

A seguir, iremos descrever, de maneira mais assertiva, a importância desse engajamento e 5 maneiras de fazer isso acontecer. Vamos lá?

Qual a importância de ter seus clientes engajados com a produção de conteúdo?

Quando o cliente entende o processo que há por trás da produção de conteúdo, ele compreende muito melhor o porquê dos prazos, processos e entregas que a agência estabelece. Um cliente engajado fornece informações ricas e torna o trabalho muito mais fluido. Afinal, ele é a pessoa que mais entende do negócio dele e dos clientes dele, ou seja, se ele participar ativamente da sugestão de pautas e da revisão do conteúdo, as chances da agência conseguir conteúdos de meio e fundo de funil relevantes é muito maior. O conteúdo relevante, por sua vez, auxilia a trazer os resultados esperados do Marketing de Conteúdo.

Mas, não basta afirmar que esse engajamento é importante, é preciso demonstrar isso para o cliente. Como? Através de 5 ações que elencamos a seguir. Por meio delas, sua agência conseguirá envolver o cliente na produção de conteúdo, demonstrar como o seu papel é fundamental para atingir os resultados esperados e que o trade-off vale a pena.

5 ações para manter seus clientes engajados com a produção de conteúdo

1. Estabeleça Prazos

Marketing de Conteúdo exige cronograma e planejamento. Para isso, prazos são necessários. Deixe claro desde o início do relacionamento entre agência e cliente qual o papel dele no processo de produção de conteúdo e estabeleça prazos para que as ações combinadas sejam cumpridas.

Se o cliente precisa revisar conteúdos, sugerir pautas e participar de calls de alinhamento, estabeleça prazos para essas ações. Marque no Google Agenda com antecedência, utilize plataformas de automação para enviar lembretes e faça campanhas de e-mail marketing que mostrem que a data “x” está chegando.

Esclareça para seu cliente que os prazos são necessários, pois o Marketing de Conteúdo precisa de constância para ser efetivo. Mostre a ele o que acontece se ele parar de produzir conteúdo ou não seguir o ritmo que foi estabelecido.

2. Esclareça os processos

Não adianta exigir que o seu cliente cumpra prazos se ele não entende os processos. Por isso, a agência precisa deixar bem claro até que ponto é necessário o envolvimento do cliente na produção de conteúdo.

Por exemplo, se a agência oferece o desenvolvimento de conteúdo, esclareça que é necessário um responsável interno para pensar nas estratégias de produção de conteúdo, nas pautas, na jornada de compra, cronograma de produções e processos de divulgação em conjunto com a agência.

Se, por outro lado, sua agência vai desenvolver conteúdos de topo de funil, mas precisa de mais informação para os conteúdos de meio e fundo de funil, e até mesmo da participação de um colaborador interno, isso também precisa ficar claro.

Além de ficar claro, é preciso documentar esses processos para que cada um entenda quando deve colocar a mão na massa. A Plataforma da Contentools, por exemplo, permite personalizar o workflow e o cliente sempre recebe um aviso quando é a sua hora de participar.

Uma dica é se certificar de que os responsáveis internos possuem as capacidades e talentos necessários para participar da produção de conteúdo. Se esse não for o caso, é sempre interessante contar com mentorias e processos de treinamento da equipe que fará parte da produção de conteúdo.

3. Tenha transparência nas entregas

Como afirmamos no item anterior, a transparência é fundamental. E na etapa das entregas, não é diferente. É preciso deixar claro o prazo de entrega dos textos. Você precisa receber uma semana antes da publicação? Explique isso para o cliente. Se ele é responsável pela revisão ou pela escrita, é preciso deixar claro que as entregas devem ocorrer nas datas certas e atrasos irão prejudicar a estratégia de conteúdo. Se ele entender o que está perdendo, a comunicação entre agência e cliente ficará mais fácil.

4. Incentive a produção de pautas

Já dissemos aqui que o cliente é quem melhor entende do seu negócio. Porém, nem sempre ele tem o “talento” para a produção de conteúdo. E ele não precisa ter! Uma forma de engajá-lo na produção de conteúdo é incentivar que ele participe da estratégia de conteúdo. Como? Na sugestão de pautas. Afinal, por mais que a agência possa pesquisar e estudar o mercado, ninguém melhor do que ele para saber das dores dos seus clientes.

Para que isso ocorra, no entanto, é preciso que o cliente entenda o que é o Inbound Marketing e como funciona o processo de jornada de compra alinhado à criação de conteúdo. Mais uma vez, as mentorias são uma ótima opção.

O cliente precisa de um processo simples de criação de pauta. Na Plataforma da Contentools, por exemplo, basta ele criar uma ideia para poder acrescentar dados sobre quem é a persona, em que etapa do funil ela se encontra, quantas palavras deseja e todas as informações necessárias para que o redator escolhido escreva o conteúdo.

É possível também combinar uma reunião com o cliente para fazer um brainstorming e auxiliá-lo nesse novo caminho de “sugestão de pautas”. Afinal, a agência já está acostumada com esse processo e sabe que quanto mais alinhado o briefing estiver, maiores as chances de atender as expectativas do cliente.

5. Mantenha um relacionamento e mostre os resultados do engajamento do cliente

Um bom relacionamento é a alma do negócio. Afinal, se há o envolvimento do cliente, é importante que haja uma relação ainda mais estreita. Para isso, reports constantes sobre o desempenho dos conteúdos são fundamentais. Além disso, é importante definir que outros tipos de relatórios mensais serão enviados, como por exemplo, as visitas e os compartilhamentos de cada conteúdo. Isso ajuda a incentivar o cliente a continuar fazendo a sugestão de pautas, revisando ou escrevendo, pois ele consegue enxergar resultado não só no trabalho da agência, mas no seu próprio envolvimento com a produção de conteúdo.

Este post foi útil para você? Deseja saber mais sobre como sua agência pode engajar seus clientes na produção de conteúdo? Os especialistas da Contentools podem te auxiliar a alavancar a estratégia de conteúdo dos seus clientes e você ainda conta com uma base de profissionais de alta qualidade e com a Plataforma da Contentools para gerenciamento do conteúdo!

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.