Este artigo foi escrito por Jean Vidal, CEO da Inteligência NetWork, Agência de Inbound Marketing.

shortbio-jean-vidal-marketing-de-conteudo-agencias

Recentemente assisti um vídeo no Youtube do Professor e Psicanalista Pedro de Santi onde, entre vários conceitos abordados, um em especial captou a minha atenção: “aquilo que você tem consciência você exerce algum nível de controle”.

Esse conceito, além de pontuar sobre autoconhecimento, é também muito importante para quem faz Marketing de Conteúdo. Um trabalho planejado e executado através de um minucioso controle – o qual cruza diversas informações e cronogramas – é um nível de consciência ideal para quem busca um resultado final positivo.

Na Inteligência NetWork, Agência de Inbound Marketing, multiplico essa importância no desafio de trabalhar com a aplicação de marketing digital para nossos diversos clientes, de diferentes segmentos e ao mesmo tempo.

Assim, como convidado do blog Marketing de Conteúdo  para Agências, compartilho alguns passos importantes para criar um excelente Controle de Marketing de Conteúdo. Confira nosso processo e aplique você também na sua empresa!

Passo 1 – Defina Objetivos e Persona(s):

Para ser considerado assertivo o marketing de conteúdo precisa trazer resultados diretos para o seu cliente. A “pergunta chave”, para estar alinhada entre o prestador de serviço e o contratante, será sempre “qual o objetivo a ser alcançado?”.

Muitos motivos podem levar uma empresa a investir no marketing de conteúdo e, em alguns casos, o trabalho poderá ser focado em várias conquistas complementares.

Em nossa Agência usamos as opções que encontramos no cadastro direto na plataforma da Contentools, com os seguintes objetivos listados:

  • Construir percepção de marca e autoridade no tema
  • Melhorar ranqueamento nas ferramentas de busca
  • Conversão e nutrição de leads
  • Conversão de novos clientes
  • Suporte e atendimento ao cliente
  • Retenção e fidelização de clientes
  • Aumentar as vendas (fazer upsell)
  • Conquistar uma audiência apaixonada

Logicamente, você poderá adicionar outros elementos e até customizar para uma declaração pessoal acerca da dor do seu cliente. O importante será deixar registrado e acessível esse alinhamento.

Outro elemento que direciona a construção do conteúdo com foco em resultados é saber para quem iremos escrever, através de uma personificação do público alvo, ou seja, a Buyer Persona. Caso sua agência não trabalhe ainda com essa definição ou você ainda não tem isso muito claro, recomendo conferir o artigo Como a criar buyer personas para sua estratégia de marketing de conteúdo.

É importante começar a construção do controle de conteúdo do seu cliente somente quando tiver os objetivos e as personas bem definidos e alinhados. Elas serão o norte para todo o trabalho.

Passo 2 – Liste Keywords (muitas):

Certo do objetivo e, principalmente, da Persona, o próximo passo na criação do Controle é ter mapeado e registrado diversas keywords (palavras e termos “chave”) que estejam ligadas a essa personificação e as ofertas da empresa.

Inicialmente, neste processo, é importante pensar em quantidade. O foco será descobrir as diversas formas como o consumidor pode realizar pesquisas sobre determinados assuntos. Para isso, três ferramentas são essenciais e bem conhecidas no mercado: Keyword Planner do Google AdWords, o Keyword Tool (para pesquisas longas) e o Ubersuggest.org.

Muitos clientes perguntam constantemente qual seria o tamanho ideal de uma boa lista de keywords em uma estratégia de marketing e a resposta é que não temos um tamanho padrão. Particularmente, focamos em pelo menos 300 palavras, mas já verificamos estudos que chegaram em uma quantidade 10x maior que essa média.

Passo 3 – Separe as Keywords na Jornada de Compra

Com uma grande lista de termos de pesquisas invariavelmente você observará consultas voltadas para tirar dúvidas (normalmente começam com “como”, “qual”, “por que”) e outras mais diretas e intencionadas para a compra (“melhor”, “preço”, “comprar”, “comparar”), por isso, o terceiro passo será separar as keywords nas etapas da Jornadas de Compra, que são:

  1. Descoberta e Aprendizado
  2. Reconhecimento de um problema
  3. Consideração da Solução
  4. Decisão de Compra

A separação será importante não apenas para criação de artigos no blog, mas principalmente a segmentação de leads conforme essas etapas, o que direcionará a criação de materiais ricos para identificar em qual momento o lead se encontra, através das suas conversões.

Passo 4 – Defina a Pauta de Conteúdo

Quando o seu estudo avançar até aqui, o seu controle de conteúdo ganhará formato claro de atividades, ou seja, através do overview dos passos anteriores, será fácil e produtivo listar conteúdos para o blog, conteúdos para download (e geração de leads) e até conteúdos para nutrição ou automação de Marketing.

Por isso, o desafio aqui é gerar uma lista como uma pauta de conteúdo a ser criado e desenvolvido pela equipe interna ou parceiros. Para uma qualidade maior, foque na pauta com os seguintes elementos:

  • Título do conteúdo;
  • Tópicos principais;
  • Keywords principais;
  • Persona do conteúdo;
  • Responsável pela criação do conteúdo;
  • Responsável pela revisão do conteúdo (editor do blog);
  • Status (backlog, em criação, em revisão, a ser publicado e no ar);

Passo 5 – Escolha o CTA e Links Internos

Muito ligado à criação da pauta do conteúdo, a definição do CTA (call-to-action) e links internos precisa ser trabalhado com uma visão e integração maior com o responsável pelo marketing do seu cliente.

Se existir na Agência uma separação entre profissionais de Marketing de Conteúdo e o Customer Success (consultor responsável pelo sucesso da aplicação da metodologia) esse será o momento que o Controle será compartilhado e editado em conjunto.

Podemos fazemos uma comparação nesse passo do trabalho de um Programador com o alinhamento de um User eXperience (UX). O primeiro está preocupado em o site funcionar e fazer sentido para quem está navegando, e o segundo em o visitante ter uma experiência melhor e com maior profundidade.

Assim, foque em definir quais links de outros artigos co-relacionados fará sentido adicionar na criação do conteúdo e ainda qual o próximo passo no consumo do conteúdo, através de um CTA claro e que aprofunde o tema abordado.

Passo 6 – Selecione Imagens e Elementos Gráficos

Ainda no foco de um consumo maior do conteúdo trabalhado, o Controle de Conteúdo deverá ser responsável pelo cuidado na escolha da imagem principal do artigo, e ainda de outros elementos gráficos que poderão ser adicionados ao conteúdo.

Em determinados atendimentos um novo colaborador, agora com foco em design gráfico, poderá participar dessa definição. Além de tudo, a visão desse profissional será impactante no último passo.

 

Passo 7 – Registre os Canais de Divulgação

Ao final, o Controle de produção do conteúdo deve estar interligado ao controle de canais de divulgação, como redes sociais, segmentação e nutrições de leads.

Considere que existem diversos canais e grupos de interesses, e listar como, em que formatos e quando deverá ocorrer a divulgação daquele conteúdo complementará a criação do conteúdo com elementos que tragam impacto nessas comunidades.

Além disso, alinhar esta divulgação permite organizar e incentivar a participação de um número maior de responsáveis (da empresa, do cliente e da Agência). Portanto, considere como princípio que todos temos uma atuação em redes sociais e que podemos (e devemos) ser impulsionadores para novos leitores, aliado ainda ao efeito do “social proof” (prova social) de nossas indicações. Essa participação é uma cultura importante e pouco controlada.

Todas as dicas aqui repassadas fazem parte do desafio de criar um excelente planejamento do marketing de conteúdo e indicamos a sua realização antes da criação final do conteúdo. Esses passos podem ser aplicados indiferente do segmento do seu cliente e direcionam uma consciência maior, que eleva o poder da estratégia e aplicação de cada enredo.

Não deixe de comentar e compartilhar também a sua visão abaixo!

 

Ferramenta de marketing Contentools

Previous ArticleNext Article

This post has 11 Comments

11
  1. Estou trabalhando com Editor de Conteúdo da Inovablog.com.br. Este artigo vai me ajudar muito na organização das minhas pautas. Obrigado.

  2. Nossa adorei a dica de interligar os artigos entre si, já fiz isso em alguns poucos artigos, mas não sabia dessa importância, vou dar uma revisada no meu blog e ver se eu consigo ligar alguns… Obrigado por compartilhar seu conhecimento;

  3. ao meu ver, conseguir controlar a produção de conteúdo é um dos maiores problemas dentro da gestão de marketing digital. Ligo com esse “problema” todos os dias…

    Seu artigo foi muito esclarecedor e me ajudou muito! obrigado.

    1. Ficamos felizes em ajudar Diego! E se você lida com a gestão de conteúdo podemos ajudar muito mais, com certeza! Enviaremos 1 mensagem por semana para o seu email, fique à vontade para entrar em contato quando quiser tirar qualquer dúvida!

    2. Realmente, lidar com conteúdos é uma área estratégica do planejamento que muitas pessoas e agências deixam de lado para focar em tópicos ‘mais importantes’ quando na realidade, o conteúdo em si é quem gera toda a atração com os leads (depois da parte das chamadas para o site, claro hehe)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.