As empresas estão buscando cada vez mais personalizar suas estratégias, a fim de assegurarem maiores resultados. Marketing, customer success, vendas e as demais áreas ligadas ao cliente podem ser personalizadas, afinal esta é uma prática que faz o consumidor acreditar que a ação foi feita sobe medida para ele, o que proporciona uma maior fidelização. Mas quando se trata de marketing de conteúdo, como colocar em prática essa personalização? Como fazer com que o público-alvo perceba que a publicação é ideal para ele?

Reunimos algumas respostas interessantes neste artigo. Continue lendo e descubra como deixar sua estratégia de conteúdo ainda mais atraente!

O que é marketing personalizado, e por que ele é importante?

A personalização é um processo de segmentação para indivíduos com base em um ou mais dos seguintes aspectos:

  • quem são;
  • onde estão;
  • quando;
  • por que e como acessam o conteúdo.

Cerca de 95% das organizações B2B busca, segmentar seu conteúdo com base no perfil de sua audiência.

Entre os principais fatores usados para isso, estão: tendências do setor, perfil dos tomadores de decisão, características da empresa, fase do ciclo de compra e preferências de conteúdo personalizado.

No entanto, a personalização do marketing de conteúdo não é tão fácil por ser, em essência, muito menos automatizado que outros tipos de marketing digital, como e-mail e banners. Isso explica porque muitas empresas ainda estão lutando para tornar a tática eficaz. No entanto, existem dicas muito interessantes para a aplicação de personalização de conteúdo. Principalmente com recursos de ferramentas como a automação de marketing, CRM e redes sociais. Veja algumas ações eficientes:

Usando o e-mail marketing

Embora grande parte do conceito gire em torno da criação de conteúdo personalizado, em muitos casos é mais fácil e útil praticar a curadoria de conteúdo de forma personalizada. Uma boa forma de fazer isso é juntar o que você já tem e direcionar e-mails, para que cada destinatário receba o conteúdo mais relevante com base em suas preferências pessoais.

Aqui está uma maneira fácil de começar: Permitir aos assinantes de sua lista se inscreverem em um newsletter particular que apresente um conteúdo selecionado, como por exemplo, de uma única categoria de seu blog.

Se a prática tiver êxito, você pode peneirar ainda mais, permitindo aos usuários selecionar várias categorias, tópicos e autores que eles desejam seguir. Embora a segunda parte exija um pouco mais de engenharia, os resultados podem ser bastante surpreendentes.

A segmentação é o caminho

O conselho é segmentar as informações. Para isso temos a já citada automação de leads e o famoso CRM. Duas ferramentas que permitem a análise de dados fornecidos pelos usuários de sua base.

Aqui entra um ponto essencial na busca da personalização de marketing de conteúdo: empresas devem considerar as informações sobre indivíduos, e não sobre grupos. Isso porque é uma pessoa que consome as publicações, mesmo que a comunicação seja de empresa para empresa.

Nesse caso, fazer um levantamento de personas é fundamental. Vale lembrar também que os esforços não podem ser feitos de forma eficaz, sem a adoção de uma abordagem repetível, sistemática.

Um sistema de gestão de conteúdo de componentes, que podem ser ligados a outras fontes de dados, é necessário para automatizar os esforços de personalização e para controlar o esforço de forma eficiente.

Automação de marketing de conteúdo: 5 prós e 1 contra (Leia mais.)

Monitore o que é popular

As redes sociais são instrumentos poderosíssimos na busca por elementos que permitam a segmentação. Observe o que seu grupo de consumidores em potencial considera popular nas redes e use isso a seu favor.

Analise o que eles costumam compartilhar e curtir, e que está relacionado ao que você trata em seu negócio. Tente descobrir o tipo de páginas que eles visitam, e em seguida acione automaticamente e-mails personalizados com base nisso.

Outra dica é enviar trechos de conteúdo com links e observar a reação dos usuários. Ou seja, linkar outros conteúdos de seu blog e ver se aquilo serve mesmo como extensão de preferência. Que tal também colocar formulários ao fim de posts com questões que induzam o leitor a compartilhar o que gostariam de saber?

Comece aos poucos

Para terminar, aconselhamos que você comece realizando sua personalização de conteúdo aos poucos. Por quê? Porque em larga escala exigirá muito mais recursos. Sem contar que a internet é formada por comunidades e grupos específicos.

Personalização em pequena escala pode dar trabalho, mas é eficaz, especialmente para as empresas B2B que necessitam de poucos leads com alto potencial de compra. Você pode ter mais trabalho fazendo conteúdo personalizado para um grupo pequeno, mas obterá respostas valiosíssimas.

Este tipo de marketing “força bruta” é complexo e uma pequena porcentagem de empresas se dispõe a realizá-lo. O que lhe dá uma considerável vantagem competitiva. Comece com uma segmentação inteligente, disciplinada e vertical e terá resultados satisfatório quanto a personalização de seu marketing de conteúdo.

Então, o que achou das dicas? Pronto para personalizar sua estratégia?

organizar time de marketing de conteúdo

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.