Um dos pilares de uma boa estratégia de marketing de conteúdo é a qualidade. E não dá para falar de qualidade sem citar a originalidade. É um assunto categórico, e até óbvio, compreendido por quem já está ciente dos critérios de conteúdo estratégico. Porém, infelizmente, muitos empreendedores ou empresas optam por lançar conteúdos sem se preocupar com esse fator.

Pela falta de conhecimento ou até negligência, alguns acreditam que a prática de lançar conteúdo duplicado não traz grandes problemas, que o autor original do conteúdo nunca irá descobrir e que os leitores do blog nem desconfiarão. Mas para que você saiba que isso tudo não passa de um equívoco, preparamos esse post para provar que conteúdo bom é conteúdo original!

A utilização de dados e fontes

Primeiramente, explicamos que a reprodução de dados e fatos históricos não se trata de plágio, desde que devidamente interpretados e reescritos. Muitas fontes informativas quando citadas com veracidade e bom senso, tendem a enriquecer muito que está sendo publicado, mas não se deve, de forma alguma, copiá-lo.

Da mesma forma, a reprodução de um trecho, autorizada pela pessoa que possui os direitos de um conteúdo, também não lhe traz grandes problemas, desde que o link de origem esteja em anexo. Mesmo assim, aconselhamos que se evite essa prática, restringido-a  apenas em ocasiões bem específicas. O ideal mesmo é que tudo o que seja lançado em seu blog tenha 100% de originalidade.

Cuidado com os algoritmos

Para quem acredita que tudo pode ser resolvido com “Ctrl+C / Ctrl+V”, saiba que o Google pune mais severamente os que duplicam e plagiam conteúdo de outros sites, além dos que produzem conteúdo de baixa qualidade. A equipe do Google, como tem sempre feito, anunciou mudanças consideráveis nos algoritmos de buscas.

O Google visa eliminar todo e qualquer tipo de resultado que contenha conteúdo plagiado ou com qualidade duvidosa. O algoritmo responsável por essas exigências se chama “Panda“. A punição é para sites copiadores que acabam por atrapalhar o ranqueamento de outros que se preocupam com a qualidade de suas publicações.

Evite problemas com o direito autoral

Não é só com os buscadores que você precisa ter cuidado. Seu conteúdo deve ser original para evitar constrangimentos. Por exemplo, imagine como seria chato receber uma mensagem nada educada de algum blogueiro autor de um conteúdo que você reproduziu! Ao copiar, você corre o risco de denegrir a imagem de seu blog e do seu negócio.

Uma citação de um conteúdo, com autorização pode acrescentar em sua estratégia. Mas faça questão de expor o nome do autor e o link original da fonte.

3 passos para garantir a originalidade

Bem, já citamos pontos cruciais a serem considerados ao se valer de conteúdo duplicado, agora daremos dicas sobre como garantir a originalidade de suas publicações. Confira:

1. Busque profissionais qualificadas

Sabemos que uma das maiores dificuldades de alguns empreendedores ou empresas, é ter alguém na equipe que saiba produzir bons conteúdos. Nesse caso, a terceirização surge como ideal. Contratar agências de conteúdo ou profissionais especialistas para produzirem formatos originais é uma solução excelente.

2. Utilize ferramentas de plágio

Se você utilizou fontes seguras, procurou interpretar e reescrever as informações, mas, mesmo assim, quer garantir que nenhum trecho seja duplicado, existem ferramentas muito úteis para isso. Algumas delas são: Copydesk, Copyskape, DocCop, Plagiarisma, entre outros. Cada um tem versões gratuitas e pagas.

3. Faça um planejamento de conteúdo

O que o planejamento tem a ver com a originalidade? Muita coisa, já que se os temas foram previamente definidos, você pode escrever o seu conteúdo com mais calma, seguindo o processo de criação da forma correta. Assim, ninguém terá a necessidade de copiar algo de outro site para não deixar de ter um post em seu blog.

É sempre importante tratar desse assunto, pois o quesito qualidade está inteiramente ligado a credibilidade, um dos objetivos do marketing de conteúdo. Analise as considerações acima e procure praticar as dicas.

Se desejar interagir com alguma informação, não hesite em deixar um comentário! Confira também nosso ebook: Marketing de Conteúdo: o que você precisa saber para começar! 

call-to-action-mkt-de-conteudo

Espere! Não esqueça de assinar nossa newsletter

Acesse conteúdo premium sobre marketing de conteúdo:

Suas informações de contato nunca serão usadas para enviar qualquer tipo de SPAM.